Polícia investiga se um dos corpos encontrados é de PM desaparecido

Homens do 41ºBPM (Irajá) seguem realizando operação no Chapadão para tentar localizar o policial Neandro de Oliveira

Por O Dia

Rio - Agentes da Divisão de Homicídios (DH) da Capital investigam se algum dos dois corpos carbonizados encontrados durante operação do 41ºBPM (Irajá) é do policial militar Neandro Santos de Oliveira. Ele está desaparecido desde a madrugada desta terça-feira, quando teria sido reconhecido por criminosos do Complexo do Chapadão, em Costa Barros, durante uma falsa blitz na Rua Alcobaça.

O PM Neandro Santos de Oliveira%2C lotado no 31ºBPM (Recreio)%2C teria sido sequestrado por traficantes do Complexo do ChapadãoReprodução Facebook

Um corpo foi achado pelos PMs no alto do Chapadão. O outro foi localizado perto da Via Light, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. "Chegamos agora e encontramos três carros totalmente queimados. Em dois carros existem um corpo e partiremos agora o teste de DNA para ver se lá se encontra o corpo do policial", disse o delegado Rivaldo Barbosa, em entrevista ao RJTV.

O carro do policial foi encontrado no início da manhã, na entrada da comunidade Final Feliz. O automóvel tem muita marca de tiros e manchas de sangue. A identidade do policial lotado no 31ºBPM (Recreio dos Bandeirantes) foi também foi localizada no veículo. A suspeita é que os criminosos tenham reconhecido o policial por conta de uma escala da corporação.

O carro do policial militar Neandro Santos de Oliveira foi encontrado com manchas de sangue na entrada da comunidade Final FelizDivulgação / WhatsApp do DIA (98762-8248)

Pela rede social, a esposa de Neandro, que está grávida, pediu que quem souber de informações sobre o paradeiro do policial para entrar em contato com a família.

Últimas de Rio De Janeiro