Feira no Complexo do Alemão vai dar 20% do lucro para mães vítimas de violência

Pretitude Econômica acontece neste domingo, a partir das 10h

Por O Dia

Rio - Artesanato e produtos feitos coletivamente em benefício das vítimas de violência do Estado serão expostos neste domingo, a partir das 10h, no Complexo do Alemão, na Penha, zona norte do Rio de janeiro.

A Feira Pretitude Econômica é uma iniciativa de movimentos de maioria negra e de familiares e vítimas de racismo por parte do Estado. Uma das organizadoras do evento, Tathy Lima, militante do Perifavela, explicou que 20% do lucro das barracas serão destinados a um fundo para ajudar mães vítimas do Estado do Rio de Janeiro.

“A ideia da feira surgiu após a marcha de protesto contra os assassinatos no Bairro de Cabula, na Bahia . Depois de diversas reuniões, decidimos criar um fundo para dar um pouco mais de autonomia a essas mães. A proposta da feira é arrecadar dinheiro para esse fundo”.

Outro objetivo do evento, que será itinerante, é difundir a cultura de resistência africana e afro-brasileira, além de fortalecer a economia coletiva. A próxima feira deve ser realizada em novembro no Vidigal, favela da zona sul do Rio. “Depois que já estivermos no ritmo, queremos fazer essa feira uma vez por semana”, informou Thathy.

Algumas mães que tiveram os filhos assassinados por agentes do Estado também vão expor na feira que tem apoio dos coletivos Quilombo Organizado, Ocupa Alemão, do Fórum de Enfrentamento ao Genocídio do Povo Negro, da Associação de Mulheres de Ação e Reação (AMAR), da Campanha Reaja ou Será Morta e do Fundo Huhuru. As barracas estarão expostas na Rua Sebastião de Carvalho.

Últimas de Rio De Janeiro