Presas mãe e filha acusadas de tráfico

Jovem de 20 anos executava as ordens de criminoso preso, segundo a Polícia Civil

Por nicolas.satriano

Ana Carolina foi uma das 11 pessoas detidas na operação policialReprodução / TV Record

Rio - Apontada pela polícia como chefe do tráfico de drogas no Morro da Pedreira, em Queimados, na Baixada Fluminense, Ana Carolina Avelino da Silva Lira, 20 anos, foi presa nesta quarta-feira durante operação da Polícia Civil.

Segundo agentes da 55ª DP (Queimados), a mulher, que dormia quando a polícia chegou, assumiu a comunidade dominada pelo Comando Vermelho (CV) após a prisão dos seus irmãos, Wagner Avelino da Silva Lira, o Pezão, 32, e Anderson Avelino da Silva Lira, o Andinho, 21. Eles estão detidos no Complexo Penitenciário de Bangu.

De acordo com o delegado Roberto Cardoso, Ana Carolina recebia ordens do irmão Wagner de como controlar a quadrilha. “Ela (Ana Carolina) recebia drogas e distribuía para a venda na comunidade. Também monitorava o lucro da quadrilha”, afirmou o policial. Na ação de ontem foram cumpridos 12 mandados de prisão por tráfico de drogas, sendo que um era contra Pezão, que já está preso.

Outra detida na operação foi a mãe dos envolvidos. Ana Maria Avelino da Silva Lira, 51, ia para o Complexo de Gericinó visitar os filhos, quando foi capturada. “Ela repassava as informações dos filhos para Ana Carolina e fazia a contabilidade da quadrilha”, disse o delegado.

Cerca de 80 policiais participaram da ação, que contou ainda com o apoio do Departamento Geral de Delegacias da Baixada. As investigações para prender mãe e filha, além de outros oito envolvidos, duraram oito meses.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia