Pato inflável gigante é usado em protesto em Copacabana

'Não Vou Pagar o Pato' é contra a volta da CPMF e aumento da carga tributária e já conseguiu mais de 800 mil assinaturas

Por O Dia

Rio - Manifestantes colocaram um pato inflável gigante nas areias da praia de Copacabana, na Zona Sul, neste domingo, em protesto contra o aumento de impostos. O objeto é símbolo da campanha "Não Vou Pagar o Pato", que começou em São Paulo. Dois mil patinhos serão distribuídos no lançamento da campanha no Rio.

Pato inflável gigante chama atenção de quem passa por Copacabana neste domingo Reprodução Facebook

Segundo o grupo organizador, Frente Nacional contra o Aumento de Impostos, o objetivo é conscientizar os cidadãos sobre os altos imposto que já pagam em produtos e serviços e evitar o retorno da CPMF e aumento da carga tributária, entre outros.

"Não Vou Pagar o Pato" já conseguiu mais de 800 mil assinaturas e o grupo aguarda 1 milhão para encaminhá-las ao Congresso Nacional.

A Frente Nacional contra o Aumento de Impostos foi criada em 3 de setembro e é liderada pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf. O grupo conta com o apoio da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

Últimas de Rio De Janeiro