Morre mais uma vítima de bala perdida no Complexo do Chapadão

Esta é a segunda morte do tipo na região em duas semanas. Polícia abriu inquérito para apurar a morte da mulher

Por O Dia

Rio - Natália Alves de Freitas, de 31 anos, morreu ao ser atingida por um abala perdida no Complexo do Chapadão, neste domingo. De acordo com a Delegacia de Homicídios, um inquérito foi aberto para apurar a morte de Natália. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Testemunhas prestaram depoimento na delegacia e agentes buscam imagens de câmeras de segurança da região e informações que possam ajudar a solucionar o caso.

Jovem morre em tiroteio no Chapadão e Polícia Civil recolhe armas de PMs

PM morto por traficantes do Chapadão é sepultado sob forte comoção

Natália Alves de Freitas morreu atingida por bala perdida neste domingo no Complexo do ChapadãoReprodução Internet

No último dia 14, Maique da Silva de Souza, de 22 anos, morreu na Comunidade Criança Esperança, no Complexo do Chapadão. Ele teria sido atingido por uma bala perdida. Após sua morte, moradores fizeram um protesto e incendiaram três ônibus. Mais de 2 mil crianças ficaram sem aula na região.

Segundo parentes e amigos de Maique, ele estava a caminho do trabalho quando foi atingido por um tiro no pescoço. Policiais do 41° BPM faziam incursões nas comunidades Gogó da Ema, Final Feliz e Parque Esperança para tentar localizar o PM Neandro, desaparecido dois dias antes.

Neandro Santos de Oliveira foi morto por traficantes da região depois de ser reconhecido por criminosos na Rua Alcobaça. Oito traficantes foram presos no conjunto de favelas. Foi necessário um exame da arcada dentária para reconhecer o corpo, que foi carbonizado.

Últimas de Rio De Janeiro