PM que matou jovem vai responder em liberdade por homicídio doloso

Policial atirou no pescoço de jovem de 22 anos qu estava na garupa de moto e fingia assaltar amigo no Engenho de Dentro

Por O Dia

Wallace de Souza Gilio%2C de 21 anos%2C morto por um PM ao fingir que assaltaria um amigo%2C tinha uma filha que nasceu no mês passadoReprodução Facebook

Rio - O policial militar que atirou e matou Wallace de Souza Gilio, de 22 anos, no Engenho de Dentro vai responder por homicído doloso qualificado, quando se assume o risco de matar.

O policial, que era lotado no 15º BPM (Duque de Caxias) foi afastado das ruas deve responder em liberdade. O agravante para a qualificação do crime ainda não foi divulgado.

Wallace estava na garupa de uma moto e fingiu que ia assaltar um amigo. Ao ver a cena, o PM sacou a arma a atirou em Wallace, que foi atingido no pescoço.

Segundo a Divisão de Homicídios (DH) da Capital, o PM prestou depoimento e teve a arma apreendida. Na delegacia, ele disse que suspeitou ao ver dois homens em uma moto abordando um pedestre atirou. Uma sindicância foi aberta no batalhão de Caxias para investiar o incidente.

Mensagem profética horas antes da morte

Horas antes de morrer após a brincadeira com o amigo que lhe custou a vida, Wallace postou uma mensagem profética em sua página no Facebook. "A vida é feita de escolhas, basta você arcar com as consequências.. ?#?BomDia? ?#?Foco? ?#?AnaBeatriz? ?#?MuitaFé?", escreveu na publicação, acompanhada do nome da filha, Ana Beatriz, que nasceu há pouco mais de um mês.

Jovem é morto ao fingir assalto a amigo no Engenho Novo

Muitos usaram a rede social para lamentar a morte de William. "Logo você, eu te considerava meu irmão sempre me deu conselho sempre falo para eu nunca fazer m*** me via na rua onde fosse se estivesse de noite me levava em casa (...) Wallace Gilio saudades volta logo ainda não caiu a ficha que você se foi saudades eternas (sic)", desabafou um dos amigos.

Últimas de Rio De Janeiro