Unidade dos Correios no Rio acumula 1,2 milhão de cartas após paralisação

Centro de Distribuição em Botafogo está parado há 42 dias

Por O Dia

Rio - O Centro de Distribuição Domiciliar (CDD) dos Correios de Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, está paralisado há 42 dias, com acúmulo de cerca de 1,2 milhão de cartas e correspondências, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores de Correios e Telégrafos (Sintect/RJ).

Para a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), há um acúmulo menor de cartas e correspondências. Segundo a empresa, este número é de 300 mil, dos quais 220 mil estão no Centro de Tratamento de Cartas (CTC) da Cidade Nova, de onde são enviados ao CDD Botafogo à medida que a unidade tenha espaço físico para acomodá-los. No CDD Botafogo há cerca de 300 mil objetos acumulados. 

Diretora do Sintect/RJ, Rosemeri Leodoro disse que as reivindicações dos trabalhadores não foram atendidas pela empresa. “Não houve praticamente avanço nenhum [nas negociações]. Ontem [10], ocorreu uma reunião da empresa com os trabalhadores, mas as propostas não preveem retorno dos distritos, devolução de funcionári e compensação dos dias parados. No nosso entendimento, os trabalhadores não podem ser descontados por conta da paralisação. Por isso, não aceitamos a proposta e a paralisação continua.”

Os carteiros pedem a retomada dos 12 distritos (área de atuação do carteiro), retirados durante a greve da categoria na campanha salarial em setembro, e a solução dos problemas de climatização da unidade, que está sem ar-condicionado.

Remanejamento

A categoria também reivindica a realização de concurso público para contratação de novos carteiros. Conforme o sindicato, o último foi em 2011. “Não temos funcionários suficientes. Cada vez mais a empresa está com menos funcionários”, afirmou Rosimeire.

Em nota, os Correios informaram que carteiros de outras unidades foram remanejados para manter as entregas nos bairros atendidos pelo CDD Botafogo. A direção da empresa acrescentou que essa equipe entrega 60 mil objetos por dia, além de participar de mutirões nos fins de semana. Segundo a nota, no último foram entregues 220 mil objetos.

“A decisão sobre o redimensionamento de efetivo do CDD Botafogo (retirada de 12 distritos) levou em conta a diminuição do volume de cartas recebidas na unidade nos últimos quatro anos, que foi da ordem de 40%. Os Correios mantém negociação permanente com seus trabalhadores, tendo apresentado proposta aos empregados da unidade para que regularizem as entregas com o compromisso de que será verificada a situação dos trabalhos sem os 12 distritos. Caso haja necessidade, ajustes serão providenciados.”

Quanto às instalações do CDD Botafogo, uma empresa contratada iniciou hoje, a manutenção do ar-condicionado, com previsão de conclusão até sexta-feira. A limpeza está sendo executada normalmente, inclusive com a dedetização.

Para os Correios, o efetivo é suficiente para prestação dos serviços postais no país. São 120 mil empregados, dos quais 13 mil contratados no último concurso. Nos últimos três anos, a empresa contratou, no estado do Rio de Janeiro, mais de 1,2 mil carteiros.

“Após determinação do Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais para que os Correios mantenham o número de empregados efetivamente contratados até o dia 22 de setembro de 2015, a empresa está reavaliando todos os estudos relacionados ao quantitativo de vagas a serem preenchidas. Tão logo os estudos estejam concluídos e a necessidade de força de trabalho esteja definida, daremos ampla divulgação”, concluiu a empresa.

Últimas de Rio De Janeiro