Polícia Ambiental resgata 63 pássaros em Duque de Caxias, na Baixada

Mulher acabou presa por manter aves em casa e marido fugiu

Por O Dia

Rio - Acusada de crime ambiental, uma mulher foi presa por policiais do Comando de Polícia Ambiental, na tarde desta segunda-feira, na Rua Riviera, em Jardim Ainhangám, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. De acordo com denúncia anônima, o casal (o homem não foi encontrado) mantinha aves e animais presos, além de caçar outros bichos da fauna silvestre. 

Chegando ao local, os PMs confirmaram a denúncia e resgataram um total de 63 aves e um cágado. Os militares encontraram também um tatu morto e pronto para ser cozinhado. Fora os bichos, foram apreendidos 100 gramas de maconha, uma arma, munições de vários calibres, 30 frascos de cerol, cinco redes invisíveis para caça de pássaros e redes de pesca. Todo o material foi encaminhado à Polícia Federal.  

Os policiais encontraram oito Trinca-Ferros, dez Arapongas, dois Tiês-Sangues, dois Melros, três Sábias-Pretas, um Sabiá da Praia, 11 coleiros, dois Pixoxos, três Curiós,  uma Gaturama, um Biquinho de Lacre, um Tizil, uma Ararinha-Maracanã e quatro papagaios.


Últimas de Rio De Janeiro