Vídeo mostra policiais militares sendo baleados na Rodovia Washington Luiz

Para fugir de congestionamento, agentes ligam sirene de viatura. Bandidos atiram pensando que seriam abordados

Por O Dia

Rio - Vídeo com imagens de um PM metralhado dentro de uma viatura por bandidos no Parque das Missões, em Duque de Caxias, dominou as redes sociais nesta quarta-feira. O ataque ocorreu em fevereiro de 2014 e deixou sequelas graves para o cabo Antonio Jorge Lisboa. Ele estava no banco do passageiro, ao lado do PM Derlei Azevedo Gomes, que também foi ferido, mas sem gravidade. As cenas são chocantes.

Lisboa ficou com dificuldades de locomoção devido aos tiros que acertaram a cabeça e peito e teve que parar de trabalhar. Quase dois anos depois do ataque, ele continua à espera de ser reformado, está em tratamento psicológico e fazendo fisioterapia na Polícia Militar. Em cadeira de rodas, ele está em adaptação para muletas.

Na época, os dois policiais eram lotados no 5º BPM (Praça da Harmonia). Os PMs estavam na Rodovia Washington Luiz, altura de Caxias, quando foram atingidos. Segundo antes, ligaram a sirene para fugir do engarrafamento. Os dois conversavam tranquilamente quando traficantes, num Jetta, acharam que seriam perseguidos e atiraram contra o carro. 

Lisboa foi o primeiro a ser atingido. As imagens mostram o cabo ensanguentado caído no ombro de Derlei, que dirigia a viatura. Os criminosos continuaram atirando e atingiram também o outro PM que continuo dirigindo. A câmera mostra o desespero dele que fica conversando com o policial para que Lisboa se mantenha acordado. Além dos PMs, cinco passageiros de um ônibus também ficaram feridos no tiroteio.

Mike Jesus Lucena, Marcos Ferreira de Resende e Douglas de Oliveira Resende tiveram prisão decretada pelo crime e foram indiciados por tentativa de homicídio. Apenas Mike está preso. Em maio, Douglas conseguiu liberdade provisória e Marcos morreu.



Últimas de Rio De Janeiro