Rio de Janeiro entra em estágio de atenção às 9h deste sábado

Sábado amanheceu chuvoso na maior parte da cidade. Há previsão de chuva forte nas Zonas Sul e Oeste

Por O Dia

Rio - O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que o município entrou em estágio de atenção às 9h deste sábado, devido à passagem de um sistema frontal sobre a cidade. Núcleos de chuva atuam sobre o Rio podendo causar chuva muito forte, forte e moderada na Zona Oeste e Zona Sul.

Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Gávea, Vidigal e Jardim Botânico são os bairros que registraram o maior indíce de chuvas nesta manhã. O acúmulo de água na Avenida Lombardi, na altura do Barra Point, provocou um trânsito intenso no local. As fortes chuvas também provocaram alagamentos na Praça Sibélius, na Gávea, sentido Barra da Tijuca, na manhã deste sábado.

Pelo WhatsApp do DIA (98762-8248), há relatos de pontos de alagamento em Campo Grande, Cidade de Deus e Jacarepaguá. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), também houve registro de ventos fortes em pontos da Zona Norte e Oeste. O maior deles foi em Marambaia, com as rajadas atingindo 62,2 km/h.

O sábado começou chuvoso na maior parte da cidade. Zonas Sul e Oeste são as mais afetadasCarlos Monteiro

O Centro de Operações informou que a Rua Barata Ribeiro, em Copacabana, foi interditada devido a uma queda de árvore, na altura da Rua Siqueira Campos. A via já foi totalmente liberada, mas o trânsito apresenta retenções na região, com reflexos na Rua Barata Ribeiro e na Rua Tonelero. Equipes da CET-Rio orientam os motoristas a utilizar a Av. Atlântica para chegar a Ipanema.

Por conta da mudança no tempo, o Aeroporto Santos Dumont foi fechado às 9h45 para pousos e decolagens, reabrindo as 10h03. Nenhum voo foi cancelado ou desviado. A previsão para as próximas horas é de chuva fraca a moderada. O Estágio de Atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas.

As fortes chuvas provocaram a queda de uma árvore na Rua Barata RibeiroCentro de Operações Rio

A prefeitura recomenda que a população tome as seguintes ações preventivas:

- Permaneça ou procure um local seguro. Evite áreas sujeitas a alagamentos e/ou deslizamentos;

- Verifique se há sinais de rachaduras em sua residência. Ao perceber trincas ou abalo na estrutura, acione a Defesa Civil pelo número 199 e evite ficar em casa;

- Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal. Os locais são informados pelo número 199;

- Redobre atenção ao dirigir. Em caso de chuva, as pistas ficam escorregadias e podem conter bolsões d’água. Mantenha os faróis acesos;

- Em casos de ventos fortes e/ou chuvas com descargas elétricas, evite ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas;

- Evite colocar o lixo nos pontos de coleta. A água da chuva pode levar o lixo a entupir bueiros e galerias;

- Fique atento às informações divulgadas pelos veículos de comunicação;

- Se necessário, use os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) ou 1746 (Central de Atendimento da Prefeitura);