Por tiago.frederico
Publicado 25/11/2015 14:51 | Atualizado 26/11/2015 03:20

Rio - As prefeituras do Rio e de Niterói vão arcar com parte dos custos para manter quatro bibliotecas-parque que ameaçavam fechar as portas por falta de recursos. Com a ajuda financeira, as unidades da Presidente Vargas, no Centro, e a da Praça da República, em Niterói, deverão ser reabertas até sábado. Nesta quarta-feira, elas não funcionaram. As de Manguinhos e a da Rocinha mantiveram suas atividades, mas com horário reduzido.

LEIA MAIS: Governo do estado suspende atividades de duas bibliotecas parque

O acordo entre o prefeito Eduardo Paes e o governador Luiz Fernando Pezão prevê o repasse mensal de R$ 1,5 milhão para os espaços cariocas até dezembro de 2016. Em Niterói, a prefeitura vai investir R$ 160 mil por mês na unidade do município.

“Essas bibliotecas são equipamentos de qualidade que atendem a uma grande quantidade de pessoas, principalmente jovens”, justificou Eduardo Paes.

Biblioteca Parque%2C no Centro%2C será fechada nesta quarta-feiraDivulgação

A biblioteca-parque do Alemão é a única que ainda depende das verbas do estado, mas, ao contrário das outras unidades, não é administrada por uma organização social. “Isso viabiliza a manutenção das atividades”, crê a diretora da unidade Alexandra Silva.

Mas nem tudo são flores, já que a biblioteca do Complexo fechará na segunda, pois a unidade, que funciona dentro da Estação do Teleférico Palmeiras, sofrerá uma manutenção preventiva do dia 30 deste mês até 21 de dezembro. “Com certeza isso prejudicará o andamento das nossas oficinas”, acredita Alexandra que espera retomar as atividades em janeiro: “Vamos receber muitas crianças”, aposta a diretora.

Você pode gostar