Pelas Ruas: Meu primeiro disco

Bandas, artistas e cantores independentes que nunca gravaram um disco poderão concorrer a 50 sessões de estúdio para gravações

Por O Dia

Rio - Projeto super bacana! Bandas, artistas e cantores independentes que nunca gravaram um disco poderão concorrer a 50 sessões de estúdio para gravações. A seleção é parte do projeto Estúdio Carioca, que dá aos músicos do Rio a oportunidade de utilizar o estúdio público do Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca. Para participar, os interessados devem preencher o formulário no site da Secretaria Municipal de Cultura até o dia 8 de janeiro e aguardar o sorteio. As inscrições também podem ser feitas no local.

Noca é o tema

Ele é o compositor que mais venceu as disputas de sambas do Bloco do Barbas até hoje. Mas agora vai ficar difícil para o querido Noca da Portela concorrer: é que ele será o tema do desfile de 2016. O anúncio foi feito pela turma do bloco que foi ao samba do Encantado na última quarta-feira especialmente para fazer o anúncio ao amigo e compositor. Nelsinho Rodrigues e Nei Barbosa (foto) entregaram placa de homenagem do bloco a Noca, que se emocionou.

Circo por todos os cantos

Vai ter circo na cidade inteira! Até 6 de dezembro, mais de 300 artistas de várias companhias participam da edição especial do Festival Internacional de Circo, organizado pelo Circo Crescer e Viver. Em comemoração aos 450 anos da cidade sob o tema ‘Eu Rio’, terá mais de 90 espetáculos gratuitos, em arenas, lonas, teatros, parques, escolas e favelas da Zona Norte à Zona Sul. E vem gente do Brasil e de países como Dinamarca, França, Espanha, Alemanha, Chile e Argentina, para mostrar o que anda acontecendo de mais moderno no mundo circense.

Festival Internacional de Circo é organizado pelo Circo Crescer e ViverDivulgação

Maré em Santa Teresa

O Teatro do Oprimido na Maré chega nesse domingo ao Parque das Ruínas, em Santa Teresa, com o Festival Juventude da Maré. Das 8h às 18h, serão apresentadas as produções artísticas dos três grupos teatrais formados por jovens moradores da Maré. O Festival prestigia ainda outros artistas da comunidade, convidados a apresentar pequenas cenas entre os espetáculos. De graça, é programa para conferir!

Cresceu, e aí?

Começa hoje à noite a oitava edição do Desenrolando a Serpentina. Em pauta, o dilema do crescimento do carnaval de rua: perto de 600 pedidos de desfiles para 2016 chegaram à Riotur. Esse ano o evento traz uma novidade: uma sessão de curtas-metragens sobre as representações audiovisuais do Carnaval. Às 20h, a Orquestra Popular Céu Na Terra assume o palco e dá largada ao baile. O evento é totalmente gratuito, no IAB, que fica no Flamengo.

‘BRASILEIRO DA GEMA’, samba de Marceu Vieira e Tuninho Galante gravado por Ana Costa, homenageia o Rio os blocos de rua. “Sou ‘Escravo da Mauá’, Vou ali ‘Meu bem’, mas ‘Eu volto já’, Lá no ‘Pagode do Trem’, samba nota 100, eu vou me acabar nos ‘Boêmios de Irajá!’. Terra tão linda assim não há”.

CONFETES

O livro ‘Memória Afetiva do Botequim Carioca’, dos jornalistas Paulo Thiago de Mello e Zé Octávio Sebadelhe, conta histórias de 30 bares emblemáticos que fecharam as portas, como Zicartola, Suvaco de Cobra, Jangadeiros, Veloso, Barbas e Alpino. Lançamento terça-feira, às 19h, na Livraria da Travessa de Ipanema.

Amanhã tem Feijoada da Tia Surica no Teatro Rival Petrobras. A homenageada é a própria anfitriã, que faz aniversário em novembro. Ela e o grupo Amigos da Portela recebem a cantora Nilze Carvalho e diversos amigos da escola Azul e Branca.

O Centro de Referência Cultura Infância realiza neste fim de semana mais uma edição do ‘Alô Alô Atitude’, que leva ao palco novas bandas do cenário musical carioca. Desta vez o projeto recebe os shows de voz e violão dos músicos Ciro Acioli e Arthur de Paula, no sábado, e o grupo vocal Caleidoscópio, no domingo. Grátis.

O Centro de Articulação de Populações Marginalizadas faz um grande encontro para encerrar o curso ‘Candomblé, História, Memória e Sustentabilidade’, de capacitação em elaboração de projetos sociais, destinado a membros de religiões de matrizes africanas. Será no auditório da Estácio de Sá, em Duque de Caxias.

Coluna de Rita Fernandes

Últimas de Rio De Janeiro