Noite de tiros e medo no Jacarezinho

Dois tiroteios voltaram a assustar moradores de comunidade. Esta semana, PM foi morto e um menor baleado na região

Por O Dia

Disparo atingiu vidro de residência no JacarezinhoWhatsApp O DIA (98762-8248)

Rio - Há quase uma semana, moradores enfrentam tiroteios no Jacarezinho, favela da Zona Norte que conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Os confrontos entre policiais e criminosos ocorrem, em sua maioria, à noite e durante a madrugada.

O primeiro tiroteio ocorreu por volta das 20h desta quarta-feira. Agentes da UPP trocaram tiros com bandidos na Rua Esperança. Segundo o comando da unidade, PMs foram recebidos a tiros durante um patrulhamento. Os policiais revidaram, dando início ao confronto. Bandidos conseguiram fugir. Agentes fizeram buscas na comunidade, mas não localizaram os criminosos. Um relato que se repete à exaustão nas favelas do Rio de Janeiro.

Já na madrugada, houve um novo confronto. Foi na localidade conhecida como Rua do Rio. Não há registro de feridos.

Pelo do WhatsApp do DIA (98762-8248), uma leitora, que preferiu não se identificar, enviou uma foto do vidro da janela de sua casa rachado por um disparo. "Ouvimos rajadas e a explosão de granadas. Está tendo uma guerra desde a madrugada de sexta para sábado", alertou.

Os confrontos foram registrados na 25ª DP (Engenho Novo). De acordo com a PM, o policiamento foi reforçado na comunidade.

LEIA MAIS:

Tiroteio entre PMs e traficantes deixa um menor ferido no Jacarezinho‘Mãe, você vai deixar meu pai aqui?’, lamenta filho de PM morto no JacarezinhoCorpo de policial militar morto no Jacarezinho é enterrado em SulacapPolicial morre durante troca de tiros no Jacarezinho, na Zona NortePolicial militar é baleado no Jacarezinho





Últimas de Rio De Janeiro