Suspeito de estuprar e agredir adolescente é preso

Homem trabalhava como barbeiro e era diácono da Assembleia de Deus

Por O Dia

Rio - Policiais da 66ª DP (Piabetá) prenderam neste sábado um homem de 22 anos, acusado de estuprar e agredir uma adolescente de 13 anos. O acusado foi capturado na cidade de Mirai, em Minas Gerais, onde trabalhava como barbeiro e era diácono da Assembleia de Deus. Segundo o delegado Antônio Silvino, titular da unidade, o suspeito ainda engravidou a menor e ainda transmitiu uma doença venérea para ela. 

"O acusado passou a morar com a vítima e mesmo sabendo que tinha sífilis, não tomava cuidados, vindo a contaminar a menina. Ela engravidou e quase morreu no parto, em decorrência da doença. Quando não queria manter relações com o suspeito, ele agredia a menor e a deixava do lado de fora da casa enquanto mantinha relações com outras mulheres", explicou o delegado.

De acordo com Silvino, o homem ainda beliscava a filha do casal, um bebê de apenas nove meses, deixando marcas na criança. "Essa era forma dele se vingar quando a vítima não queria manter relações sexuais com ele", disse o policial. Contra o criminoso foi cumprido de mandado de prisão preventiva por lesão corporal por violência doméstica, perigo de contágio venéreo, estupro de vulnerável e estupro.

Últimas de Rio De Janeiro