Procon Estadual autua Infraero em fiscalização no Santos Dumont

Segundo o órgão, os fiscais constataram que não havia ar condicionado na área de desembarque

Por O Dia

Rio - O Procon Estadual autuou a Infraero, nesta quarta-feira, durante a Operação Comandante Zoroastro, que hoje fiscalizou o Aeroporto Santos Dumont. Segundo o órgão, os fiscais constataram que não havia ar condicionado na área de desembarque em um dia que a temperatura máxima na cidade do Rio chegou aos 37°C. Funcionários do aeroporto relataram aos fiscais que um grupo de idosos passou mal na última terça-feira  devido ao intenso calor.

Ao todo, foram 28 estabelecimentos vistoriados no local e 13 deles foram autuados. Na lanchonete Rei do Mate foram encontrados 4kg e 500g de salsicha vencida. O Espaço Cultural Santos Dumont e a sorveteria Bacio di Latte não tinham o alvará de funcionamento e o certificado do Corpo de Bombeiros. Os responsáveis por estes dois estabelecimentos argumentaram que, como as lojas ficam dentro do aeroporto, uma autorização da Infraero seria suficiente para liberar o funcionamento das mesmas. A explicação não foi aceita pela fiscalização e as lojas foram autuadas. 

Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos: Santos Dumont Conveniência, farmácia Airfarma, quiosque It Beach, Aqualung, 14 bis (restaurante), Nação Rubro-Negra, Dufry Sport, Pátio, Aerogurt, Tabacaria Santos Dumont e Fornera Pizzaria, além dos balcões das empresas aéreas TAM, Avianca, Gol e Azul.

O objetivo da operação, que começou na última segunda-feira (21/12), é checar as condições dos aeroportos do Rio para receber quem estava chegando ou saindo para as festas de fim de ano. Ao todo, 30 lojas foram autuadas e uma interditada. Também foi determinado o isolamento de quatro escadas rolantes do terminal 2 do Aeroporto Internacional Tom Jobim, em virtude do grande vão entre a escada e o guarda-corpo, o que pode causar acidentes.

Últimas de Rio De Janeiro