Informe do DIA: Secretário aposta em Jogos para combater evasão escolar

Secretário municipal de Esportes, Marcos Braz diz que aliar educação tradicional à educação esportiva diminuiu evasão

Por O Dia

Rio - Secretário municipal de Esportes, Marcos Braz aposta no uso da Olimpíada para combater a evasão escolar no município. Indicado por Romário (PSB) para o cargo, admite que pode deixar a pasta caso o senador opte por concorrer à prefeitura contra o indicado de Eduardo Paes (PMDB).

De que forma um evento como a Olimpíada interfere na atuação da Secretaria de Esportes?

MARCOS BRAZ:  Apesar de ter esse nome, a secretaria é mais voltada para a área social do que a de alto rendimento esportivo. Como a Olimpíada se aproxima, procuramos em 2015 trabalhar questões multidisciplinares nas 21 vilas olímpicas que temos espalhadas pela cidade (este ano, a média de matriculados foi de 33.488 alunos).

Como foi feito esse trabalho?

Pegamos esportes olímpicos como o badminton, o beisebol e o hóquei, que são pouco conhecidos do carioca, e levamos para as vilas olímpicas. Explicamos a origem do esporte e da própria Olimpíada. O objetivo é fazer com que o carioca, que já tem enraizado o hábito de praticar esportes, possa conhecer modalidades que não são convencionais por aqui. Isso é importante porque muitas pessoas podem vir a trabalhar e ter uma renda por meio deles.

O maior índice de jovens que abandonam a escola no Rio está nas favelas. Muitas das vilas olímpicas da prefeitura foram instaladas nessas comunidades. O esporte pode ajudar no combate à evasão escolar?

As crianças só podem fazer atividade esportiva nas vilas se estiverem matriculadas na escola. Também temos programas junto com a Secretaria Municipal de Educação: no horário da recreação, as vilas são reservadas para as crianças. Acredito que contribuímos para reduzir a evasão escolar aliando a educação tradicional à educação esportiva. A Olimpíada pode contribuir com isso, aumentando o interesse da população pelo esporte.

O senhor é uma indicação do senador Romário, que agora cogita disputar a prefeitura contra o candidato de Eduardo Paes. O senhor vai permanecer à frente da secretaria?

Sendo claro com você, se o Romário decidir disputar a prefeitura, eu entrego o cargo. Não poderia ser diferente. Legitimado para a disputa, ele está. Nascido e criado no Rio, teve mais de 4 milhões de votos para senador. Em contrapartida, a relação tanto dele quanto minha com o prefeito é muito boa. Agora é seguir com o trabalho e esperar.

Últimas de Rio De Janeiro