Rio tem primeiro dia útil de reajuste na passagem de ônibus

Tarifa subiu de R$ 3,40 para R$ 3,80, alto de 11,7%. Medida vale desde sábado, mas muita gente foi pega de surpresa

Por O Dia

Rio - No primeiro dia útil de 2016, quem utiliza ônibus na cidade se deparou com um reajuste na passagem de R$ 3,40 para R$ 3,80, um aumento de 11,7% na tarifa. A medida está valendo desde a 0h de sábado, mas muita gente está sendo pega de surpresa.

Em entrevista ao Bom Dia Rio, da TV Globo, o secretário municipal de Transportes, Rafael Piciani, justificou o aumento. "Grande parte das nossas exigências sobre as empresas, por força do contrato, se dão no investimento com a mão de obra, que melhorem a mão de obra, e, para isso, os dissídios praticados nos últimos anos estavam muito defasados."

Após o anúncio do reajuste, Maria Aparecida Martins reclamou que ‘parece uma compensação para o aumento do salário mínimo’Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Aumento também nos ônibus intermunicipais, barcas e trem

?O governo estadual também anunciou aumento de 10,2% no valor do Bilhete Único (BU) a partir de 1º de fevereiro, quando passará dos atuais R$ 5,90 a R$ 6,50, para quem usa um meio de transporte intermunicipal e outro municipal, dentro da Região Metropolitana.

Foram ainda anunciados reajustes nas tarifas dos trens, barcas e ônibus intermunicipais. Na SuperVia, a alta foi de 12,1%, passando dos atuais R$ 3,30 para R$ 3,70. Quem paga com o BU só a passagem de trem também não terá mais o desconto da chamada tarifa social, que é de R$ 3,20 até o fim de janeiro, e pagará o preço cheio: R$ 3,70. O aumento acontece após o governo do estado assumir dívida de R$ 39 milhões da SuperVia com a Light.

A Agetransp (agência reguladora dos transportes concedidos do estado) explicou, em nota, que o reajuste anual autorizado corresponde à variação do IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), conforme previsto em contrato. Já a ajuda do governo estadual se refere a um desequilíbrio financeiro para a concessionária causado pelo aumento dos custos da energia, registrado até novembro, segundo a Agetransp.

Já as passagens das barcas subirão em 12 de fevereiro, de R$ 5,00 para R$ 5,60 (Praça 15-Araribóia), alta de 12%. A tarifa social passará de R$ 3,50 para R$ 4,10. As datas de reajuste são diferentes por causa dos contratos. O metrô, atualmente em R$ 3,70, só deve ter alta em abril. Os reajustes das três concessionárias da Agetransp devem sempre ser anunciados com pelo menos um mês de antecedência.

As passagens dos ônibus intermunicipais sobem 10,48% em 10 de janeiro. O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) explicou que o aumento segue a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) dos últimos 12 meses. A tarifa modal intermunicipal básica passará de R$ 3,15 para R$ 3,50.

Últimas de Rio De Janeiro