Por paulo.gomes
Rio - Motivado pelo ciúme, José Carlos de Souza Machado, o Pirulito, de 42 anos, matou a tiros, a ex-esposa Marluci Barboza, 27, em outubro do ano passado. O crime aconteceu no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste, e ele foi preso nesta quinta-feira, numa comunidade de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, por agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DH). A investigação, coordenada pelo delegado Daniel Rosa, revelou que, além do ciúmes, o acusado não aceitava o fim do relacionamento de sete anos.
Contra Pirulito foi cumprido um mandado de prisão temporária por homicídio, mas os agentes também descobriram que ele era foragido da Justiça de Minas Gerais, já que foi condenado a 25 anos pelos crimes de roubo majorado, estupro e atendado violento ao pudor.
Publicidade
"Com o acusado foi encontrado hoje (quinta-feira) uma arma de fogo do mesmo calibre da que foi utilizada no crime. Por este motivo, ele também foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo", explicou o delegado Daniel Rosa. Em depoimento, Pirulito confessou o crime.