Por marlos.mendes
Rio - Uma bela história para começar 2016. O advogado Eduardo Goldenberg teve a carteira, com R$ 1.017 e cartões, furtada no Réveillon de Copacabana. No dia 1º, recebeu, pelo Facebook, mensagem de um PM, que havia encontrado a carteira, sem o dinheiro. Na terça, Goldenberg viu um envelope na porta do seu escritório: dentro havia R$ 967 e um bilhete. Dizendo-se arrependido, um homem chamado Fábio decidira devolver quase toda a grana roubada. Pediu perdão e justificou a falta de R$ 50 — usara o dinheiro na compra de champanhe para a mãe.