Ex-morador de rua preso em protestos de 2013 volta para atrás das grades

Advogado de organismo de Direitos Humanos diz que rapaz foi xingado e sofreu ameaça de estupro

Por O Dia

Rafael Braga Vieira foi preso novamenteDivulgação

Rio - Preso desde 2013 durante manifestações no Rio, o catador de latas Rafael Braga Vieira, de 27 anos, que, desde 1º de dezembro cumpria sua pena em regime aberto e usando uma tornozeleira eletrônica, foi preso na manhã de terça-feira por policiais militares da UPP da Vila da Penha, na Zona Norte.

De acordo com o advogado do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH), Thiago Melo, cinco PMs o abordaram com violência na rua conhecida como ‘Sem Terra’, próxima à casa de sua mãe.

“Foi a segunda prisão arbitrária contra este rapaz. Rafael foi xingado, agredido com tapas no rosto e até ameaçado de estupro. Ele foi algemado e levou chutes. Acredito que por ser um jovem que usa tornozeleira eletrônica, ficou marcado”, lembrou o advogado.

Thiago informou que hoje, às 11h, haverá uma audiência de custódia no Tribunal de Justiça do Rio. “Vai ser dado o direito de provar que ele foi preso injustamente. Vamos até as últimas consequencias para soltá-lo”, garantiu. Segundo advogados, Rafael foi conduzido à 22ª Delegacia de Polícia (Penha), onde se deparou com 0,6g de maconha, 9,3 g de cocaína e um rojão. Eles afirmam que o material não pertencia ao rapaz.

LEIA MAIS: Ex-morador de rua preso em protestos passa a cumprir pena domiciliar

Últimas de Rio De Janeiro