Ibama interdita o Zoológico do Rio

Instituto aplica multa diária de R$ 1 mil à Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Por O Dia

Rio - O Ibama embargou na manhã desta quinta-feira o acesso de visitantes ao Zoológico do Rio de Janeiro. O instituto ainda aplicou multa diária de R$ 1 mil contra a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC), a qual a Fundação RioZoo está subordinada, até que o órgão efetive a adequação ambiental do parque.

De acordo com a norma que regulamenta o setor, os zoológicos têm que cumprir funções sociais que justifiquem sua existência, entre elas, educacionais, científicas e de conservação das espécies animais. Segundo o Ibama, o Zoológico do Rio, apesar de no passado ter sido pioneiro na reprodução de espécies ameaçadas de extinção como ararajubas, hoje não tem mais condições de receber o público.

Ibama interdita o Zoológico do RioEstefan Radovicz / Agência O Dia

"Na situação em que se encontra, o Zoológico do Rio não cumpre nem mais seu papel de educação ambiental. Não promove o ensinamento de respeito aos animais, importante valor social a ser repassado às futuras gerações. A visitação ao parque não é mais uma experiência positiva para as crianças ou a população em geral", disse o chefe do Núcleo de Fiscalização do Ibama no Rio, Vinícius Modesto de Oliveira.

O embargo do Ibama não significa o fechamento definitivo do Zoológico do Rio. "A Fundação RioZoo deverá continuar realizando a gestão adequada do plantel até as irregularidades no zoo serem sanadas. O que inclui manter os animais com alimentação adequada, em recintos limpos e enriquecidos que favoreçam a manifestação do comportamento característico de cada espécie", afirmou o órgão, em nota.

Instituto aplica multa diária de R$ 1 mil à Secretaria Municipal de Meio AmbienteEstefan Radovicz / Agência O Dia

A multa diária é a segunda sanção aplicada pelo Ibama à SMAC. Em outubro do ano passado, a secretaria foi autuada em R$ 1 milhão por não cumprir uma notificação para iniciar as obras de reforma no Zoológico do Rio até agosto do mesmo ano. Uma outra notificação foi emitida, em novembro de 2015, com novo prazo para a realização das obras de adequação ambiental, expirado no final do ano passado.

Ainda de acordo com o Ibama, irregularidades são encontradas no Zoológico do Rio desde 2012. "Desde então, a Fundação RioZoo tem sido notificada a se adequar, principalmente em relação a densidade populacional nas instalações, e a realizar obras estruturais urgentes, além de corrigir a ambientação deficitária. As principais obras estão nos recintos denominados 'Viveirão', 'Corredor de Fauna', 'Extra' e 'Núcleos de Reprodução'", acrescentou o órgão, no comunicado.

Últimas de Rio De Janeiro