TJ isenta uso de terno e gravata para advogados

Medida, porém, não isenta uso de roupas sociais

Por O Dia

Rio - Os ternos e gravatas dos advogados ficarão em casa durante o verão. O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) autorizou a dispensa do uso de dos acessórios, comuns para esses profissionais, ao menos enquanto perdurar o calorão de 40º. A medida estará em vigor até o dia 20 de março e salva os profissionais de passarem a temporada sofrendo mais do que a média.

O pedido partiu da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OAB/RJ) que no dia 8 desse mês solicitou a dispensa ao TJ e ao Tribunal Regional Federal (TRF). A organização já repete o pedido que fez em anos anteriores e comemora:

"Nós ficamos muito felizes com a resposta positiva do TJ e do TRF [Tribunal Federal Regional], ainda mais lembrando que ano passado precisamos de uma liminar para conseguir a dispensa. A discussão gira em torno do conservadorismo, mas precisamos ter bom senso, mesmo que no ambiente do Direito", afirma o presidente da OAB/RJ, Felipe Santa Cruz.

A ação, entretanto, não permite que os profissionais usem shorts e regatas nos tribunais, eles deverão continuar usando roupas sociais. Apesar da medida positiva, alguns advogados chegam a reclamar que outras ações poderiam ajudar ainda mais na qualidade do exercício da sua função.

"A sensação térmica para quem trabalha de terno e gravata nesse calor é bem desagradável. Achei a medida da OAB louvável, mas acredito que ela poderia ter isso além. Se o Tribunal de Justiça oferecesse estruturas mínimas para os profissionais, não só ar-condicionado funcionando bem, mas até mesmo água, nós não precisaríamos pedir despensa do uso do terno e da gravata", reclama Leandro Mello Frota, especialista em direito público e sócio do escritório Gomes e Mello Frota Advogados.

Sobre a reclamação, Santa Cruz rebate: "Estamos cobrando ao longo do ano, sabemos que a Justiça do Rio precisa melhor em muitos aspectos. Mas estamos muito felizes com a decisão que dispensa os trajes nesse verão".

Últimas de Rio De Janeiro