Casas desabam em Niterói por conta da forte chuva que atinge região

Município entrou em estágio de atenção. Chuva também castiga São João de Meriti. Foram registrados deslizamentos

Por O Dia

Rio - Quatro casas desabaram na madrugada deste sábado, em Niterói, na Região Metropolitana, em decorrência do temporal que atinge todo o Rio e Grande Rio. De acordo com a prefeitura do município, os deslizamentos aconteceram Morro do Estado, no Centro. Ninguém se feriu. 

Por conta da chuva, o município decretou, às 5h40, estágio de atenção. Por volta das 17h30 dessa sexta-feira, um temporal atingiu a cidade. Os bairros que registraram os maiores índices pluviométricos foram Centro, Charitas, Beltrão, Viçoso Jardim e no Morro do Bonfim, no Fonseca.

Segundo o município, choveu muito forte no Morro do Estado (126 mm, em 24 horas) e no Largo da Batalha (118 mm, em 24 horas). Nesses dois locais choveu quase 70% do volume previsto para todo o mês de janeiro. Apesar da intensidade das chuvas, nenhuma sirene foi acionada nas comunidades.  

Região Oceânica%2C de Niterói Reprodução Facebook

Na Estrada da Garganta, em Santa Rosa, uma barreira deslizou e parte da pista foi fechada. Foram identificados diversos pontos de alagamento no município. A Região Oceânica é uma das mais afetadas. Uma árvore caiu na rua XV de Novembro, no Centro, e a concessionária Ampla foi acionada, já que a árvore caiu em cima da fiação elétrica. Na rua Presidente Backer, em Icaraí, houve a queda de um galho e as equipes da Seconser e da Clin já realizaram a retirada. Agentes da Nittrans atuam orientando o tráfego de veículos em dois pontos: na Estrada da Garganta, no sentido Região Oceânica e na Rua XV de Novembro, no Centro. 

Chuva atinge São João de Meriti 

O temporal também atinge São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Por conta das pancadas que caem na região, a prefeitura decretou estágio de alerta máximo. A Defesa Civil acionou uma sirene na região da Rua Itararé, no bairro Venda Velha, devido a um movimento de terra e um deslizamento. Segundo o órgão municipal, por conta dos movimentos novos deslizamentos podem acontecer. Ninguém se feriu. 


Últimas de Rio De Janeiro