Servidores municipais fazem protesto na prefeitura do Rio nesta segunda

Ato marcado para às 11h30 critica municipalização de hospitais estaduais, corte de gratificações, entre outros reivindicações

Por O Dia

Rio - Servidores do município do Rio de Janeiro prometem fazer às 11h30 um protesto em frente à prefeitura, na Cidade Nova, no Centro do Rio, para cobrar reivindicações ao prefeito. Entre as cobranças, que pretendem fazer pessoalmente a Eduardo Paes, estão a municipalização de hospitais estaduais e o corte de gratificações. Não havendo diálogo, eles ameaçam paralisar as atividades.

O diretor jurídico do Sindicato dos Servidores Públicos do Município do Rio de Janeiro (Sisep-Rio), Frederico Sanches, critica transferência das unidades para o município. “Os hospitais do município não conseguirão atender a todos por conta da estrutura precária e pela defasagem do número de servidores. Municipalizar a Saúde estadual apenas vai acelera o sucateamento da Saúde no município do Rio”, disse o dirigente.

O ato contará com servidores da Saúde, administração e guardas municipais, que também irão fazer outras reivindicações, como melhores condições de trabalho e aumento do vale-refeição. Funcionários das secretarias de Desenvolvimento Social, Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente, que sofreram corte de gratificações também estarão presentes, de acordo com o sindicato.

De acordo com o Sisep-Rio, algumas gratificações deveriam ser incorporadas aos salários, segundo pede o próprio estatuto do servidor. "Os servidores municipais vão para o ato com possibilidade de paralisação ou até mesmo greve geral, caso o prefeito não receba o sindicato para iniciar negociação acerca das reivindicações”, afirma Sanches. Segundo ele, os problemas no município se somam ao sucateamento do Previ-Rio, a ausência de um plano de cargos e salários para categorias como administrativos e Saúde.

Últimas de Rio De Janeiro