Por paulo.gomes

Rio - Os motoristas que passam duas vezes pelo pedágio da Linha Amarela em menos de duas horas têm de voltar a gastar mais. O Tribunal de Justiça do Estado concedeu liminar à concessionária que administra a via expressa, a LAMSA, suspendendo os efeitos da Lei nº 5.980, aprovada na Câmara de Vereadores do Rio, em 2015.

A lei isentava o pagamento do segundo pedágio, nas vias públicas municipais, aos condutores de veículos que transitem no intervalo de duas horas. Com a liminar, concedida a pedido de ação movida pela LAMSA, a concessionária informou que, a partir da 0h desta sexta-feira, já volta a cobrar pedágios dos usuários que trafegarem pela via em qualquer intervalo de tempo. A decisão afetará também a via expressa Transolímpica, que será inaugurada neste primeiro semestre, ligando Deodoro ao Recreio dos Bandeirantes.

Você pode gostar