Pelas Ruas: Desamarra, governador Luiz Fernando Pezão!

Expectativa pelo reconhecimento de que blocos são manifestações culturais

Por O Dia

Rio - Depois da decisão do TJ-RJ de 14 de janeiro sobre ação movida pelo Ministério Público contra a Prefeitura do Rio, obrigando os blocos de carnaval a terem “autorização” do Corpo de Bombeiros para desfilar, parece que o governador decidiu entrar em cena. É aguardada publicação de nova regulamentação sobre a matéria, se possível ainda hoje. Tem mais de cinco anos que o assunto está na pauta dos blocos, sem solução. Basta um fundamento para que Pezão desamarre os nós da burocracia: o reconhecimento de que blocos são manifestações culturais e não evento. Nesse fim de semana já desfilam 36 blocos.

Forró Pra E.L.A

Reencontro emocionante nesta sexta-feira a noite: catorze anos depois, Gabriel Azevedo, Gabriel Versiani, João Cavalcanti, Marcelo Caldi, Pedro Costa e Raphael Rabello vão se juntar e tocar como Rodagente. Era a banda do início da carreira dessa moçada, quando ainda faziam tudo meio que de brincadeira. Só Vagner Fiorini, que era o guitarrista do grupo, vai ter que ficar na plateia. O “Dentinho” tem Esclerose Lateral Amiotrófica, a ELA, uma doença neurodegenerativa que vai restringindo drasticamente os movimentos. E é em torno dele que rola o Forró Pra E.L.A., com renda a ser integralmente doada para a pesquisa da doença e a assistência aos pacientes.

Sob os Arcos da Lapa

Não podia ser diferente: um dos mais importantes pontos de encontro da folia carioca será o palco “Rio Marchinhas”, na Lapa, organizado pela Fundição Progresso há seis anos. Abre com o desfile do Bloco Carioca da Gema e a premiação do Concurso de Marchinhas, e durante os quatro dias do Carnaval passam por lá Cordão do Boitatá, Céu na Terra, Bangalafumenga, Sargento Pimenta e o novato Agytoê. A programação conta ainda com artistas como Moyseis Marques, Alfredo Del Penho e Rogê. Casuarina e a Gafieira do BB.

O palco 'Rio Marchinhas'%2C na Lapa%2C será um dos mais importantes pontos de encontro da folia cariocaDivulgação / Paprica Fotografia

Espanta tudo

O Spanta Neném faz maratona de 15 horas de carnaval na Lagoa neste sábado, começando às 9h ali no campo de beisebol, na altura do Corte do Cantagalo. Começa com o Spantinha, bloco das crianças, e segue com o desfile oficial. Por último, a festa Abençoados por Zeus”, com participação de Beto Barbosa e Armandinho, no Estádio de Remo da Lagoa. Mas não será só folia: o bloco fechou parceria com a Secretaria Estadual de Saúde para ajudar a “espantar” a dengue, a chikungunya e a zika.

Em outras bandas

O carnaval de rua do Rio vai se espalhando por outras cidades. É o caso do New Kids on the Bloco, que ainda não sabe se sai no Rio, mas se apresenta em Belo Horizonte e São Paulo. Enquanto a hora não chega, fazem seu pré-Carnaval hoje à noite na festa Auê, com participação da Orquestra Voadora e DJs. O New Kids é primeiro bloco boy band do país e está lançando seu primeiro EP. As canções estão disponíveis nas principais plataformas digitais.

A CIDADE NÃO VAI AGUENTAR se todo artista resolver usar bloco como veículo de marketing para bombar a carreira. Ainda bem que nem todos conseguiram autorização para desfilar. Sem nenhuma conexão com a cidade ou com o Carnaval, eventos assim são predatórios.

Confetes

Murilo Peres, campeão do Bowlzilla Chile, e Vi Kakinho, quarto no ranking mundial, vêm ao Rio no domingo para fazer apresentação ao público no bowl da Lagoa, a partir das 10h30. A jam session é palhinha do que os skatistas vão mostrar no Oi Bowl Jam, evento que abre o Circuito Mundial da modalidade.

A Banda da Rua do Mercado escolhe sua rainha e princesas amanhã, a partir das 13 horas, durante feijoada com roda de samba, no Porto Novo Crab, ali na Rua do Ouvidor, no Centro. A banda, que desfila no dia 4 de fevereiro no mesmo local, vai homenagear o grande Nei Lopes.

Tem show no Sesc de Madureira com o Ritmo Total no domingo. O grupo apresenta um repertório com diversos gêneros musicais, mas sempre na levada de samba-enredo. Eles se preparam para lançar o primeiro EP “Swing Suburbano”, em fevereiro.

Na quarta, 27 de janeiro, o rei das marchinhas João Roberto Kelly estará no berço da Bossa Nova, o Beco das Garrafas, em Copacabana. Vai falar sobre samba, carnaval e marchinhas e também autografar seu livro "Cabeleira do Zezé e outras histórias", escrito em parceria com André Weller. O curta "No Balanço de Kelly", de Weller, também será exibido. A entrada é franca.

Últimas de Rio De Janeiro