Cachorros farejam bombas nas barcas em operação-teste para Olimpíada

Ação faz parte do curso Operações Táticas Especiais, que tem 21 alunos e foi iniciado há 16 dias

Por O Dia

Rio - Para intensificar a segurança na Olimpíada, cinco policiais militares e três cães do Batalhão de Ações com Cães (BAC) participaram nesta quarta-feira de um treinamento especial em uma embarcação da CCR Barcas, na Praça 15. Na operação-teste, dois labradores e um pastor belga deveriam identificar bombas na barca.

Agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) também participaram de aula prática de rapel durante a nona edição do curso de Operações Táticas Especiais.

Cães farejam bombas nas Barcas para OlimpíadasDivulgação

Para o teste, os agentes tiveram que descer 13 andares do prédio da Chefia de Polícia, no Centro do Rio. Iniciado há 16 dias, o curso conta com 21 alunos.

De acordo com o tenente João Paulo Bóia, do BAC, o intuito do teste nas Barcas foi ambientar os cães em diferentes espaços. “Fazemos sempre externa com cães para que se ambientem em qualquer tipo de local que possa ter suspeita de bomba”, explicou.

No teste foram utilizadas substâncias explosivas empregadas para montar artefatos explosivos. “As barcas têm um fluxo grande, acreditamos que esse público vai aumentar com os Jogos”, acrescentou. Segundo o PM, o efetivo já teve aulas em trens da SuperVia e hotéis.

Últimas de Rio De Janeiro