Bloco em Santa Teresa termina com um morto e três feridos

Segundo a Seop, tiroteio começou na dispersão do tradicional desfile do Céu na Terra

Por O Dia

Rio - O bloco Céu na Terra, em Santa Teresa, terminou em tragédia: uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas, por volta de meio dia deste sábado. De acordo com a Polícia Militar, o tiroteio ocorreu perto da área da Unidade de Polícia Pacificadora da Coroa/Fallet/Fogueteiro, no Largo das Neves. O 5º BPM (Praça da Harmonia) informou que os feridos foram encaminhados para o Hospital Souza Aguiar, no Centro.

Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas no bloco Céu na Terra%2C em Santa TeresaJoão Laet / Agência O Dia

Rodrigo Braga dos Santos, de 25 anos, tentou fugir da confusão, mas acabou sendo atingido e morreu na hora. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Márcio Diego Rocha da Silva, morador de Mesquita, levou um tiro na panturrilha, foi submetido a um exame e já recebeu alta. O estudante de Educação Física Luiz Roberto de Souza Azevedo, de 23 anos, foi atingido no ombro e também foi liberado.

Já o atendente de farmácia Leonardo Francisco Jesus, de 26 anos, levou um tiro na nádega e na boca e, segundo a Secretaria, passa por uma cirurgia e não tem previsão de alta. O advogado Edgar Pinheiro, amigo da família de Leonardo, contou que o jovem estava fazendo um trabalho extra no Carnaval de Rua como ambulante.

Márcio foi uma das vítimas baleadas no encerramento do bloco Céu na Terra%2C em Santa Teresa. Paloma Savedra / Agência O Dia

"Parece que teve uma briga e ele tentou apartar. Acho que ele chegou a levar um tiro de raspão na boca. Mas ele chegou consciente e chegou a avisar à madrasta que estava no hospital", acrescentou Edgar.

Segundo os agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), que estavam no local com o Corpo de Bombeiros, o tiroteio começou quando o bloco estava dispersando e os foliões já estavam descendo a ladeira. No entanto, a PM ainda não confirmou essa informação. A Delegacia de Homicídios chegou por volta das 15h15 no local e já retirou o corpo da rua.

Amigo da família de uma das vítimas, o advogado Edgar contou que Leonardo fez trabalho extra como ambulanteRegiane de Jesus / Agência O Dia

A Polícia ainda não sabe qual foi o motivo do crime. Uma das testemunhas, a turismóloga, Luana Pacheco, de 31 anos, disse que viu o tiroteio e contou que o atirador "veio para matar a vítima", pois os disparos iam diretamente para Rodrigo.

"De início, parecia que ele tinha vindo para curtir a festa. Mas depois ele começou a atirar, o menino chegou a andar 10 metros, mas o atirador continuava. Parecia um acerto de contas. Nunca vi isso em Santa Teresa. Era para ser uma festa maravilhosa e terminou desse jeito. O bloco já tinha acabado, mas as pessoas ainda estavam curtindo. Foi um crime horrível".

O Céu da Terra é um dos blocos mais tradicionais da cidade. Segundo os dados da Riotur, o desfile costuma reunir cerca de oito mil foliões. Em nota, a assessoria do bloco informou que os integrantes ficaram estupefatos com a cena de violência e lamentaram o ocorrido.

Leia a nota na íntegra:

Estamos estupefatos com a notícia de uma cena de violência no Largo das Neves, em Santa Teresa, após o encerramento do desfile do bloco Céu na Terra, na manhã de hoje. Lamentamos o ocorrido e estamos muito tristes. Não entendemos o que aconteceu, tendo em vista que o cortejo do bloco já havia terminado e os integrantes não estavam mais na praça. O desfile foi tranquilo e super bonito. Em quase 16 anos de existência, nunca tivemos qualquer briga ou confusão em nosso carnaval. Nos solidarizamos com as famílias dos envolvidos, Rodrigo Braga dos Santos, jovem que morreu baleado, lamentavalmente, após o desfile, e dos foliões Leonardo Francisco de Jesus, Márcio Diego Rocha da Silva e Luiz Roberto de Sousa Azevedo, atingidos por balas disparadas, a ermo, pelo atirador. Desejamos que os feridos se recuperem totalmente.

Últimas de Rio De Janeiro