Agentes do Aterro Presente apreendem armas e drogas

No Méier, grupo foi preso por furtar cabos de cobre

Por O Dia

Rio - Agentes da Operação Aterro Presente, parceria entre a Secretaria de Estado de Governo e o Sistema Fecomércio RJ, apreenderam, neste domingo, duas pistolas carregadas, 97 trouxinhas de maconha, dois charutos de maconha, 64 sacolés de cocaína, sete comprimidos de ecstasy, além de R$ 609,50 em dinheiro, caderno de contabilidade e anotações do trafico.

Policiais do 2º BPM (Botafogo) perseguiam Nardone Nogueira Lolli que, depois de perder o controle da moto que pilotava, fugiu em direção ao Aterro do Flamengo com uma mochila. Ao ser informada sobre a ocorrência, equipe do Aterro Presente fez buscas na região e encontrou a mochila com o material apreendido, que foi encaminhado à 9ª DP (Catete), junto com a motocicleta que estava sendo pilotada por Nardone.

 No Méier, agentes da Operação Méier Presente prenderam Gilmar Correia da Silva, que fazia apontamentos do jogo do bicho na Rua Oldegard Sapucaia. Em seu poder, foram encontrados R$ 315 em dinheiro, dois talões para aposta, um cartaz com propaganda do sorteio, uma calculadora, um telefone com dois carregadores e três envelopes com jogos feitos. Gilmar foi conduzido à 26ª DP (Méier).

Em outra ação, agentes do Méier Presente abordaram quatro homens que transportavam grande quantidade de cabos de cobre pela Avenida 24 de Maio. Após questionar o grupo sobre a origem do material, agentes apuraram que os cabos haviam sido furtados do campus de uma universidade desativada, na Rua José Bonifácio, a cerca de dois quilômetros do local da prisão. Os presos foram identificados como Casse Jhones de Souza Barcelo Ferreira ,de 21 anos, Reginaldo Mafalda Rodrigues Júnior, de 28 anos; Auricelio Farias dos Santos, de 37 anos e Bruno Silva de Lima, também de 37 anos. Todos foram conduzidos à 26ª DP.


Últimas de Rio De Janeiro