Ex-ministro das Relações Exteriores, Luiz Felipe Lampreia morre aos 74 anos

Ele estava internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, para tratar de um tumor no pulmão

Por O Dia

Rio - O ex-ministro das Relações Exteriores Luiz Felipe Lampreia, de 74 anos, morreu na manhã desta terça-feira, no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo. Ele foi internado na unidade para tratar um tumor de pulmão, mas não resistiu. No mês passado, ele tinha tido alta do Hospital Samaritano. A assessoria de imprensa do hospital disse que não foi autorizada pela família a divulgar a causa do falecimento.

Carioca, nascido em 19 de outubro de 1941, Lampreia se formou em sociologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro em 1962. No mesmo ano, ingressou no Instituto Rio Branco, dando início a uma carreira diplomática que o levou a ocupar postos importantes como os de embaixador em Portugal e representante do Brasil em diversos organismos internacionais em Genebra, na Suíça, entre eles a Organização Mundial do Comércio.

Quando era chanceler, Lampreia foi um dos fundadores, em 1998, do Centro Brasileiro de Relações Internacionais, entidade que veio a presidir, depois de deixar o governo, e da qual era vice-presidente emérito.

O diplomata presidiu também o Conselho de Relações Internacionais da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, além de integrar conselhos de várias empresas internacionais. No governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, entre 1995 e 2001, ele foi ministro das Relações Exteriores.

Após a morte de Lampreia, a presidenta Dilma Rousseff enviou uma nota de pesar. "Transmito minhas condolências aos familiares e amigos do ex-Ministro, recordando sua contribuição para o Brasil, ao longo de quase quatro décadas de trabalho dedicado ao serviço público".

Com informações da Agência Brasil


Últimas de Rio De Janeiro