Por bferreira
Rio - Damos atenção a tantas palavras de ordem, sem sequer nos darmos conta. Já reparou? Comerciais e diversos anúncios publicitários nos incitam à compra, a opinião dos outros influencia o que pensamos e fazemos... Vivemos em uma sociedade em que a palavra tem força de persuasão. Mas será que estamos dando valor àquela que realmente pode transformar a nossa vida?
É isso que o Evangelho deste domingo vem nos lembrar. Algumas vezes estamos tão convictos sobre o que é o certo a ser feito que não ouvimos a voz de Deus a nos orientar. Veja o exemplo do experiente pescador, Pedro. Ele, mesmo cansado e após uma noite inteira tentando, sem sucesso, fisgar peixes, se abriu a ouvir a orientação de Jesus — carpinteiro, e não pescador! — que o convidava a lançar as redes mais uma vez, porém em águas mais profundas. Veja que resposta linda ele deu ao Senhor: “Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes”. (Lc 5, 5b)
Publicidade
E “apanharam tamanha quantidade de peixes que as redes se rompiam” (Lc 5, 6)! Vale a pena ouvir o que o Senhor nos diz, viu?! Às vezes, fala pela intuição, outras, por meio de amigos ou fatos do cotidiano, mas também na Sagrada Escritura e pelo Magistério da Igreja. E Suas Palavras têm o poder de transformar a nossa vida! São palavras de vida eterna! O que costuma acontecer é que nós, ao contrário de Pedro, não temos a humildade de querer dar atenção ao que nos é dito. Achamos que sabemos o suficiente, que nos bastamos, que as ideias e ideais cristãos são retrógrados etc. Uma pena! Perdemos a chance de um sucesso naquilo que realizamos...
É Carnaval: tempo de descanso e retiro para alguns, e de lazer e folia para outros. Rezar e relaxar são coisas importantes, e se divertir também é! Portanto, não existe opção ruim se formos atentos à palavra do Senhor, na Sagrada Escritura, que nos lembra: “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém” (I Cor 6,12). Juízo e sabedoria são e fundamentais!
Publicidade
#vamoemfrente!
Padre Omar é o Reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado.
Publicidade
Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail: [email protected]
Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo