Postos médicos na Sapucaí fazem 129 atendimentos com meia hora de desfile

Três pacientes precisaram ser levados a hospitais da rede muncipal de saúde

Por O Dia

Rio - Com apenas meia hora da primeira noite de desfiles do Grupo Especial, os nove postos médicos do Sambódromo e do Terreirão do Samba fizeram, até as 22h deste domingo, 7 de fevereiro, 129 atendimentos. Mal estar devido ao calor e ao longo tempo sem se alimentar ou se hidratar, e, hipertensão e entorses são os principais motivos que levam os foliões a necessitarem de assistência de saúde.

Três pacientes,  com problemas que inspiram mais cuidados, precisaram ser transferidos para hospitais da rede municipal.Para os foliões que vão assistir ao desfile do Grupo Especial e virar a noite na Sapucaí, a Secretaria Municipal de Saúde orienta a beber bastante água e não passar longo tempo sem se alimentar. É importante também que haja moderação na ingestão de bebidas alcóolicas. Para aqueles que fazem uso de medicamento regular, é fundamental não deixar de tomar o remédio. É importante se divertir bastante, mas sem se descuidar da saúde.

Últimas de Rio De Janeiro