PMDB vai apresentar Pedro Paulo como único herdeiro de mandato de Paes

Partido teme que Osorio, durante canditadura à prefeitura, se coloque como um dos responsáveis por obras municipais

Por O Dia

Rio - Para tentar impedir o crescimento da pré-candidatura de Carlos Roberto Osorio (PSDB) à prefeitura, o PMDB vai insistir que o único herdeiro da administração de Eduardo Paes é o secretário de Coordenação de Governo, Pedro Paulo Teixeira.

Há o temor de que Osorio use suas passagens pelas secretarias municipais de Conservação e de Transportes para se apresentar como um dos responsáveis por obras de Paes. Pode também dizer que participou da vitória na luta pela Olimpíada: foi dirigente do Comitê Rio 2016.

Caciques

Esta e outras estratégias de campanha de Pedro Paulo foram discutidas no jantar que, na terça, reuniu Sérgio Cabral, Eduardo Paes, Pezão e Jorge Picciani. O pré-candidato e seu futuro vice, Rafael Picciani, também participaram do encontro.

Condições

De mudança para o PSB, Marcelo Crivella terá o direito de indicar os nomes que controlarão o partido no estado. Em troca do apoio à sua candidatura à Prefeitura, ele se comprometeu a apoiar a tentativa de Romário, seu colega de Senado, de concorrer ao governo estadual em 2018.

Dono da bola

O ex-craque exigiu reassumir por cerca de dez dias a presidência do PSB-RJ e só depois entregar o cargo para o indicado de Crivella. Em dezembro, a direção nacional do partido retirou Romário do posto ao ser informada de que um de seus assessores era acusado de cometer quatro homicídios.

Sem PSB

A ida de Crivella para o PSB frustrou o deputado Hugo Leal (Pros), que queria concorrer à prefeitura pelo partido. Ele diz que mantém a pré-candidatura: tem o apoio do Solidariedade e tentará o do PMB.

Crime e castigo

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente demoliu estruturas de casas que estavam sendo erguidas na Rocinha: os construtores haviam derrubado 80 árvores na favela.

Últimas de Rio De Janeiro