PMDB tentará impedir crescimento de Osorio para evitar saída de vereadores

Para peemedebistas, é fundamental garantir a falta de estrutura do partido na cidade

Por O Dia

Rio - O PMDB vai concentrar esforços para impedir que um eventual crescimento de Carlos Roberto Osorio, pré-candidato a prefeito pelo PSDB, provoque uma revoada de vereadores para o ninho tucano. Na avaliação dos peemedebistas, é fundamental garantir a manutenção da principal fragilidade do adversário — a falta de estrutura de seu partido na cidade.

O PSDB vai na direção contrária e aposta que conseguirá levar o vereador Alexandre Isquierdo (PMDB) e, de quebra, o deputado estadual Samuel Malafaia (PSD).

No vácuo 

Ambos seguiriam os passos do deputado federal Sóstenes Cavalcante (PSD), que está prestes a embarcar no PSDB. Os três são da ‘bancada’ do pastor Silas Malafaia.

Segura o Junior!

Os tucanos tentam impedir que o vereador Junior da Lucinha troque o PSDB pelo PMDB. E Aécio Neves ficou de ajudar na busca de alianças com o DEM e o PPS.

Turismo eleitoral

A ‘janela’ que permite a troca de partidos fez subir a cotação dos vereadores — o apoio de Romário a Crivella (PSB) também anima possíveis migrações.

Cerco ao Indio

Dos seis deputados federais do PSD-RJ, quatro discutem a possibilidade de pedir ao colega Indio da Costa que retire sua pré-candidatura à prefeitura do Rio. Acham que o lançamento de Osorio reduziu suas chances e que não vale a pena abrir mão de secretarias no governo estadual e na prefeitura.

Choro forçado

Nem todos os caciques peemedebistas ficaram tristes com a abertura de inquérito contra Pedro Paulo Teixeira.

Crítica suprema

Ministro do STF, Teori Zavascki votou contra a concessão de habeas corpus de Renato Duque, réu do Petrolão. Mas disparou farpa na direção de Curitiba. Falou de casos em que o juiz “se adianta ao papel acusatório e o Ministério Público vem a reboque”.

Últimas de Rio De Janeiro