Acordo prevê que presidente da Comissão de Impeachment substituirá Cunha

Em troca, deputado não teria mandato cassado por colegas. Presidente da comissão do impeachment pode entrar no lugar

Por gabriela.mattos

Rio - Presidente da comissão que aprovou relatório favorável ao impeachment de Dilma Rousseff, Rogério Rosso (PSD-DF) é o favorito para assumir a presidência da Câmara dos Deputados num eventual governo de Michel Temer. A indicação é resultado de acordo discutido com PMDB, PSD, PTB e PR.

O acerto inclui a renúncia de Eduardo Cunha ao cargo de presidente da Casa — em troca do gesto e de sua atuação na derrubada de Dilma, ele não teria o mandato de deputado federal cassado por seus colegas.

Fé no afastamento
Bispos de dioceses fluminenses têm feito campanha pelo impeachment. D. Roberto Paz (Campos) e D. Gregório Paixão (Petrópolis) estão entre os que mandam recados para parlamentares. “A pressão é pesada”, diz um deputado.

Cara do povo
De Rômulo Costa, da Furacão 2000, organizador da manifestação de funkeiros contra o impeachment marcada para domingo, em Copacabana: “Estava faltando a cara do povo nesses atos.”

Coincidência
Petistas usaram as redes sociais para ressaltar que o áudio em que Michel Temer admite assumir a Presidência vazou em 11 de abril — mesmo dia em que, há 227 anos, Joaquim Silvério dos Reis delatou Tiradentes.

Fechado
Aliados de Temer apostam que, amanhã, o PMDB fecha questão pelo impeachment.

De saída
Secretário estadual de Assistência Social, Paulo Melo tem dito a amigos que entregará o cargo caso continue sem dinheiro para pagar fornecedores e prestadores de serviço.

UFRJ apura
Reitor da UFRJ, Roberto Leher publica hoje portaria em que determina investigação sobre cursos de pós-graduação em medicina oferecidos pela prefeitura — como o Informe revelou, ao contrário do anunciado, a iniciativa não tem apoio da universidade. A reitoria informou que a Bio-Rio — contratada pela prefeitura para organizar os cursos — não é uma fundação de apoio à UFRJ.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia