Confusão em motel na Zona Norte termina com ex-PM morto

Vítima flagrou esposa com um policial civil da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) no estabelecimento em Irajá

Por O Dia

Vítima flagrou esposa com policial civil e acabou mortoDivulgação

Rio - Uma  briga envolvendo um policial civil da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e um ex-PM terminou com este último morto na porta de um motel localizado na Avenida Monsenhor Félix, em Irajá, na Zona Norte do Rio, na noite desta terça-feira. Segundo as informações de policiais que registraram a ocorrência, Jaime Damião Mariano Pavel, 31 anos, que também é taxista, foi morto depois de ser atingido por vários disparos.

A vítima fatal teria sido informada que a esposa estaria com o amante no Motel Sherazzade. Ele foi ao local e ficou esperando a saída dos dois para fazer o flagrante. Ao avistar a esposa e o policial civil houve uma discussão entre os três e o ex-PM, também conhecido como Jaiminho do Táxi, atingiu o policial com um tiro na perna. O agente revidou com vários tiros contra Jaiminho.

Segundo testemunhas, o ex-PM teria morrido ainda no local, mas de acordo com policiais que registraram a ocorrência, os dois foram levados para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, onde o ex-PM não teria resistido aos ferimentos.

Com o policial da Core foi apreendida uma pistola Glock calibre 45. O ex-PM portava uma calibre 380, que também foi apreendida.

Procurada, a PM informou que Jaime Damião havia sido reprovado no processo seletivo da corporação e, em razão de uma liminar, concluiu o concurso em dezembro de 2012. Entretanto, o policial foi excluído quando a liminar perdeu efeito em maio de 2014.

Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital) foram para o estabelecimento para o trabalho de perícia e investigação do caso. O agente da Polícia Civil está internado, mas a instituição, procurada, ainda não deu detalhes sobre a conduta dele e quais providências serão tomadas.

Casal feliz nas redes sociais

Em seus perfis no Facebook, Jaime e Thais aparentavam ser um casal feliz. Eles casaram em novembro do ano passado, mas já estavam juntos há muito mais tempo. Na rede social, fotos do casamento, lua de mel na Bahia e mensagens de amor ilustram a vida a dois.

Em uma foto que mostra o casal se beijando após o sim na igreja, Thais escreveu o que desejava para a união, há poucos mais de duas semanas antes do crime. "Que o verdadeiro sentido do casamento se renove a cada dificuldade em nossos corações". Na mesma postagem, amigos revoltados com o desfecho da traição se manifestaram. "Qual é o verdadeiro sentido? Pelo que vi você não entende nada de AMOR. Olha no que resultou a falta dele...Muito triste, lamento por ele", escreveu uma amiga.

Local do crime%3A Ex-PM esperou esposa e amante%2C um policial da Core%2C saírem do motel Sherazzade%2C em Irajá%2C quando iniciou a discussão que terminou em morteReprodução Google Maps




Últimas de Rio De Janeiro