PT do Rio decide romper com PMDB e lançar candidatura própria à sucessão de Paes

Wadih Damous e Jandira Feghali (PCdoB) são os favoritos à vaga

Por O Dia

Rio - No dia seguinte à aprovação pela Câmara dos Deputados do processo de impeachment de Dilma Rousseff, o PT do Rio decidiu romper com o PMDB e lançar candidatura própria à sucessão de Eduardo Paes.

O PT iria apoiar Pedro Paulo Teixeira (PMDB), mas seu voto favorável ao impedimento da presidente determinou a mudança de posição do partido.

Em nota, a Comissão Executiva Municipal do PT afirma que, no dia 26, se reunirá para definir a construção da candidatura.

O deputado federal Wadih Damous é, entre os petistas, o que tem mais chances de ser indicado.

Nos últimos dias, porém, o presidente do PT estadual, Washington Quaquá, insistia no nome da deputada federal Jandira Feghali, do PCdoB.

O petista Adilson Pires é o atual vice-prefeito do Rio.

Últimas de Rio De Janeiro