Por thiago.antunes

Rio - Para manter seus cargos na prefeitura, Pierre Batista - secretário de Saneamento e Recursos Hídricos e presidente da Rio Águas - desfiliou-se do PT. Na próxima semana, o partido formalizará seu rompimento com Eduardo Paes.

A medida será uma retaliação à atitude de Pedro Paulo Teixeira, pré-candidato a prefeito pelo PMDB, que votou pelo impeachment de Dilma Rousseff. Assessor de Batista, Marco Antonio Moita também encaminhou seu pedido de desfiliação do PT.

Na terça, o petista Fabiano Horta, secretário de Desenvolvimento Econômico Solidário, entregou o cargo a Paes - ele reassumirá seu mandato de deputado federal e será candidato a prefeito de Maricá.

O vice-prefeito Adilson Pires passa a ser o único integrante do PT a integrar o primeiro escalão da prefeitura, ele é também secretário de Desenvolvimento Social.

Você pode gostar