Por gabriela.mattos

Rio - O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) tem sido muito procurado por Michel Temer (PMDB). O vice-presidente quer que ele convença Aécio Neves a aprovar a participação dos tucanos em seu eventual governo. Uma nova conversa entre Temer e Cássio estava prevista para ocorrer na noite de ontem.

À tarde, em reunião com os deputados federais do partido, Aécio, presidente nacional do PSDB, evitou falar sobre o embarque no governo peemedebista. Ainda mandou uma farpa na direção de José Serra. Disse que as conversas com o PMDB teriam que ser “institucionais”, entre os dois partidos. A ida do senador paulista para um ministério em caráter pessoal tem sido cogitada por tucanos.

Propostas
No encontro, Aécio defendeu a elaboração de um conjunto de propostas do PSDB para ser apresentado à sociedade, não especificamente a Temer. Houve consenso em torno da necessidade de o partido apoiar o eventual governo do PMDB.

Básicos e precários
Não é de hoje que projetos básicos da prefeitura para obras são questionados. O gabinete da vereadora Teresa Bergher (PSDB) descobriu: ao analisar as contas da prefeitura de 2011 e 2014, o Tribunal de Contas do Município recomendou que fossem estabelecidas referências técnicas “mais precisas para os elementos mínimos que devem compor os projetos básicos”.

Placas filmadas
Francisco Dornelles sancionou lei de autoria do deputado Zaqueu Teixeira (PDT) que obriga concessionárias de rodovias estaduais a filmar as placas de veículos que passam pelas praças de pedágio. As imagens terão que ficar arquivadas por um ano.

Limpeza
Funcionário de condomínio de casas na Avenida Lúcio Costa, na Barra, foi designado para apagar a pichação que chama de “golpista” um de seus moradores, o deputado Jair Bolsonaro. Alguns moradores queriam que o parlamentar pagasse pelo serviço.

Índice caído
O Índice de Confiança do Empresário Industrial do Estado chegou ao ponto mais baixo desde que passou a ser medido, há oito anos, pela Federação das Indústrias do Rio. Numa escala de zero a cem, ficou em 16,2 pontos em abril.

IML precário
A paralisação de funcionários terceirizados, que estão sem salários, complicou o atendimento no IML. Há falta de gente para a limpeza e para o atendimento.

PT sem Paes
Agora é oficial: o PT decidiu abandonar o governo Paes e romper com o PMDB. A decisão, tomada ontem à noite, inclui a tentativa de formação de aliança com outros partidos de esquerda para a disputa da eleição para prefeito. A saída dos petistas foi motivada pela decisão de Pedro Paulo Teixeira, pré-candidato peemedebista à prefeitura, de votar pelo impeachment de Dilma.

Você pode gostar