Estado tenta encontrar brecha que permita reduzir salários de servidores

Aplicação da medida, prevista pela Lei de Responsabilidade Fiscal, havia sido suspensa por liminar concedida pelo STF

Por O Dia

Rio - Para equilibrar suas contas, o governo estadual tenta encontrar uma brecha que permita reduzir salários e carga horária de servidores efetivos. A aplicação da medida, prevista pela Lei de Responsabilidade Fiscal, havia sido suspensa por uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal.

Na avaliação do governo, a redução salarial seria preferível à demissão de servidores, autorizada pela Constituição em caso de desrespeito aos limites de comprometimento de receitas com pagamento de pessoal.

Mais atingidos
Ocupantes de cargos em comissão serão os mais atingidos pelos cortes. Haverá demissões e reduções de salários para que o governo elimine de 20% a 30% das despesas.

Fusões
O Palácio Guanabara diz que não há uma definição sobre cortes de secretarias, mas aliados falam que 12, das atuais 25, serão eliminadas ou fundidas. A secretaria de Obras absorveria a de Habitação; a de Esporte seria responsável também por cuidar de cultura e turismo.

Livre sem Cidinha
A volta de Cidinha Campos para a Assembleia Legislativa facilitou a extinção da Secretaria de Defesa do Consumidor.

Apae joga a toalha
Por falta de repasses do governo estadual nos três primeiros meses do ano, a Apae de Conceição de Macabu suspendeu os atendimentos a crianças e adolescentes.

Transição 1 
A perspectiva de trocar a oposição a Dilma pelo apoio a Temer tem confundido muita gente. O deputado Alexandre Leite (DEM-SP) complicava a tramitação de um projeto na Comissão de Segurança Pública quando foi alertado por um colega. “Não obstrui, não, daqui a pouco você vai virar governo...”

Transição 2
Na condição de futuro ministro da Fazenda, Henrique Meirelles ligou para o deputado Esperidião Amin (PP-SC) e pediu que ele deixasse de atrapalhar o projeto que estabelece condições para facilitar o pagamento das dívidas dos estados.

Não dá pra explicar
Na segunda-feira, quando Waldir Maranhão (PP-MA) anulou o processo de impeachment, um integrante do Comitê Olímpico Internacional ligou para o Comitê Rio 2016 para saber o que estava acontecendo. Ouviu do brasileiro: “Esquece isso, por mais que eu explicasse, você não iria entender.” O gringo concordou. 

Desgaste
Convencido de que não teria como impedir o afastamento de Dilma, o PT resolveu apostar no desgaste do governo Temer, que quer, já na próxima semana, enviar medidas de caráter econômico para o Congresso. Para os petistas, a dureza dos projetos, que deverão incluir mudanças na previdência, poderão ajudar numa hoje improvável reviravolta no impeachment.

Tapete de aço
O gramado do Maracanã foi retirado para possibilitar a colocação de placas de aço que servirão de base para o show de abertura da Olimpíada. Após a cerimônia, o tapete metálico sairá, e a grama será replantada — no estádio haverá a disputa da medalha de ouro do futebol.

Últimas de Rio De Janeiro