Por bianca.lobianco
Rio - Um pneu furado teria sido a causa de um acidente envolvendo uma ambulância do sistema penitenciário que despencou do viaduto de Deodoro, na Avenida Brasil, na manhã desta quarta-feira, segundo depoimento do presidiário Alex Leandro Vieira. Ele estava sendo levado para o Sanatório Penal, em Bangu, na Zona Oeste, no momento da colisão.
Na ocasião, o motorista e o detento sobreviveram, enquanto o inspetor de Segurança Penitenciária Vitor Jaime Mesquita Barreto, de 48 anos, que estava no banco do carona, não resistiu aos ferimentos e morreu momentos depois.
Pneu estourado pode ter feito motorista perder direção de veículoFelipe Freire / Agência O Dia


De acordo com o detento, ele teria ouvido um barulho muito forte, o que dá a impressão de que o pneu do lado do motorista tenha estourado. O pneu da ambulância está furado, o que corrobora com a declaração do presidiário.

Publicidade
O condutor seguia pela pista da esquerda, e com o barulho, o agente teria perdido o controle do veículo, subido a mureta e caído do vão. O presidiário também afirmou que foi necessário arrombar a porta da ambulância para que ele pudesse ser resgatado.
O motorista, o agente identificado como Marcos Luiz França, de 50 anos sofreu ferimentos na face e na perna, já o preso sofreu escoriações leves. Os dois foram encaminhados para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na Zona Norte. Não há informações sobre o estado de saúde dos feridos.
Publicidade
O corpo do inspetor continua na via à espera da perícia. Ele tinha um casal de filhos e era casado. A Seap informou que abriu uma sindicância para apurar as circunstâncias do acidente.
No sentido Centro, há lentidão até Padre Miguel. No sentido Zona Oeste, a lentidão no trânsito está até a Penha.
Publicidade
Ônibus cai de viaduto na Av. Brasil e deixa oito mortos
No início de abril, um ônibus da linha 328 (Bananal - Castelo) caiu do viaduto Brigadeiro Tompowski na Avenida Brasil, altura da Ilha do Governador. A colisão deixou oito mortos e 10 feridos.
Publicidade
Segundo a polícia, uma briga entre o estudante de Engenharia Rodrigo dos Santos Freire, 25 anos, e o motorista de ônibus André Luiz da Silva Oliveira causou o acidente. Os dois foram indiciados pelo crime de homicídio doloso, quando há intenção de matar.