Por bferreira

Rio - O prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos, joga mais lenha na fogueira que envolve os gastos com a reforma do Maracanã para a Copa do Mundo, em torno de R$ 1,2 bilhão. Segundo ele, o dinheiro gasto no estádio seria suficiente para pagar todas as obras necessárias para acabar com os problemas de abastecimento de água em toda a Baixada Fluminense, além da Zona Oeste. Ele contesta também o legado que ficará da Olimpíada, dizendo que o planejamento não previu benefícios para as cidades vizinhas ao Rio de Janeiro.

Você pode gostar