Por tamyres.matos
Rio - Policiais da Delegacia da Crianca e Adolescente Vítima (DCAV) prenderam, na tarde desta quarta-feira, dois homens acusados de vender drogas a menores de idade e prostitutas na Central do Brasil. Ricardo Pereira da Silva foi capturado com 19 sacolés de cocaína e o liberiano Kyei Henry, naturalizado brasileiro, é dono do estabelecimento, conhecido como Bar do Angolano ou Inferninho, que fica na Rua Barão de São Felix, onde a comercialização de droga era feita.
De acordo com a Polícia Civil, Kyei era conivente com os traficantes e contribuía com os mesmos, por vezes, guardando o entorpecente e o dinheiro lucrado com a venda de cocaína. Além da droga, também foram apreendidos R$ 637,00.
Publicidade
No mesmo local, acabaram detidas Mirian de Oliveira Bulhões, de 18 anos, e Ana Lucia Soares dos Santos, de 36 anos. Mirian tinha três papelotes de cocaína e Ana Lucia tinha um, provavelmente para consumo próprio. Elas confessaram aos policiais que compraram as drogas com Ricardo.
Elas disseram em depoimento que o bar é um ponto conhecido de venda de drogas do Morro da Providência e que Ricardo é o dono do ponto juntamento ao Angolano.
Publicidade
O delegado Marcello Maia esclareceu que continuará investigando a localidade, tanto em relação ao tráfico de drogas na presença de crianças e adolescentes, quanto à possível exploração sexual de menores de idade, que não pode ser descartada.
Ricardo responderá por tráfico e associação para o tráfico. Kyei pelo crime de associação para o tráfico. Já as mulheres por porte de entorpecente para uso próprio.
Publicidade
O Consulado da Libéria foi cientificado, sendo ainda encaminhado cópia do APF à Polícia Federal para ciência e adoção das medidas necessárias quanto a permanência ou não do estrangeiro em solo brasileiro.