Por adriano.araujo, adriano.araujo
Rio - Manoel Roberto da Hora, de 51 anos, morreu vítima de uma bala perdida na comunidade da Vila Operária, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, durante uma troca de tiros entre policiais do 15º BPM (Duque de Caxias) e traficantes, na noite desta terça-feira. Segundo a família, ele foi atingido por um tiro de fuzil no tórax quando chegava do trabalho. Com ele foi encontrada uma marmita.
Parentes da vítima acusam policiais do 15º BPM (Duque de Caxais) pelo disparo fatal. Ainda de acordo com eles, Manoel trabalhava como montador de andaimes e não tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Entre os pertences dele teria sido encontrada uma marmita. O homem foi socorrido por PMs para o Hospital Moacyr do Carmo, no mesmo município, mas não resisitiu.
Publicidade
Em protesto, moradores atearam fogo em lixo e móveis velhos, próximo ao cemitério Campo do Anil, onde ocorreu o incidente. Bombeiros do quartel de Duque de Caxias foram acionados e debelam as chamas.
Na ação policial foram apreendidas uma pistola Taurus 9mm, 156 sacolés de cocaína, 54 pedras de crack e 251 trouxinhas de maconha. Ninguém foi preso. O caso foi registrado na 62ª DP (Imbariê).