Por bferreira

Rio - Não são apenas os tiroteios dos últimos dias que preocupam Manguinhos. Dois bicampeões brasileiros de judô, que aprenderam a arte marcial na comunidade, não sabem se conseguirão participar da próximo campeonato, em Fortaleza, no Ceará. Sem patrocínio, João Vitor Gomes Silva e Guilherme Matos de Simas contam com a boa vontade dos amigos, hoje, para competir: eles vão posar para fotos com quem quiser contribuir.

Vitor (azul%2C ao centro) é filho do mestre Gabu e um dos bicampeõesDivulgação

“Estamos pedindo R$ 20 por cada foto e entregaremos na próxima semana”, diz Gabriel Gomes Pessoa, 46 anos, o sensei Gabu, que ensina na comunidade, voluntariamente, há 14 anos.

A equipe que irá competir conta ainda com Marcele Silva Luz e Sebastião Henrique da Conceição Pedro, bronze do Brasileiro de 2013.

“As passagens são caras, precisamos arrecadar pelo menos R$ 8 mil e infelizmente não temos nenhum patrocínio. Temos ‘mãetrocínio’ e ‘vótrocínio’. Até para fazer o lanche, durante o treino, levo guaraná, alguém leva algum biscoito e vamos seguindo”, diz o sensei e ex-segurança, que largou o emprego para se dedicar ao esporte — ele dá aulas na Zona Oeste.

João Vitor, 14 anos, filho de Gabu que participará do campeonato, sente falta de apoio. “Sonho em participar da Olimpíada”, diz o estudante do nono ano.

A dificuldade vivida por João Vitor é compartilhada por outros judocas que treinam com Gabu. “Já tive alunos talentosos que desistiram, porque não tinham quimono. Com ajuda de amigos, já doei mais de 400, mas sempre falta e é difícil quando tenho escolher para quem dar”, revela o mestre.

Mais do que esportistas, o sensei espera dar lições de vida. “Espero que o que faço por eles possa incentivá-los a serem pessoas melhores. Ensino respeito mútuo, vejo muitas crianças e adolescentes chegando aqui não respeitando ninguém que, com o judô, melhoram. Os antigos ensinam os novos, todos se respeitam e espero que eles levem isso para a vida.”

O evento que reunirá os amigos de Gabu e seus alunos hoje, com entrada franca, acontecerá no Centro de Referência da Juventude, que fica na Avenida Dom Hélder Câmara 1.184, Manguinhos.

Reportagem de Tássia di Carvalho

Você pode gostar