‘Remoção branca’ no Vidigal será tema da série 'Rio, Cidade sem Fronteiras'

Oitavo programa da série vai ao ar hoje, às 21h45, na TV Alerj

Por nara.boechat

Rio - A gentrificação, como é conhecido o processo de transformação de um local após a chegada de moradores com maior poder aquisitivo, preocupa estudiosos e moradores do Morro do Vidigal. Este será o tema hoje, às 21h45, na TV Alerj, do oitavo programa da série 'Rio, Cidade sem Fronteiras', iniciativa dos jornais O DIA e 'Meia Hora' que leva debates a comunidades pacificadas.

Desta vez o palco é o Vidigal, onde a gentrificação vem ocorrendo desde sua pacificação. No primeiro encontro para discutir o tema, no último dia 18, os palestrantes debateram sobre como evitar que esta valorização expulse os moradores mais antigos. Theresa Williamson, urbanista e diretora de uma ONG, trouxe exemplos sobre como a chamada “remoção branca” foi contida nos Estados Unidos. Para Theresa, uma das formas de evitar a gentrificação é dar a posse do terreno à coletividade, que controlaria o processo.

“O mais importante é deixar os moradores informados”, disse. Para Marcelo da Silva, presidente da associação de moradores, os preços na favela aumentaram por conta da procura maior dos produtos. “Os estrangeiros são bem-vindos, mas temos de encontrar maneiras de conter a saída das pessoas.” Os encontros serão mensais.

Últimas de _legado_Rio sem Fronteiras