Grupo de empreendedores promove feira de produtos voltados para negros

Encontro Preto acontece amanhã a partir das 12h, na Lapa

Por felipe.martins

Rio - Como conseguir ganhar dinheiro e manter as tradições afrobrasileiras? O dilema foi solucionado por um grupo de 14 empreendedores. Cada um a sua maneira, criaram produtos voltados para negros brasileiros, mas algo faltava. Foi quando tiveram a ideia de lançar o ‘Encontro Preto’, que traz o consumo diferenciado como marca. “Pensamos numa feira consciente, em cima da forma como produzimos, procurando equilíbrio entre satisfação pessoal e sustentabilidade”, conta Chad Yohaness, 34, que fabrica produtos veganos e orgânicos para pessoas com cabelos crespos.“Na natureza se maximiza tudo, então partimos dessa ideia para elaboração da feira.”

Encontro Preto’ traz o consumo diferenciado como marcaDivulgação

Além da venda dos produtos, o espaço também é aberto para rodas de conversa, poesia e música. Instalado no Instituto Palmares — referência em preservação da história afrobrasileira — o grupo ainda planeja ações voltadas para o resgate da história negra nacional. “Não é só consumo, queremos passar nossas reivindicações e consciência, além de preservar nossa história.” Ficou curioso? Então aproveite: o Encontro Preto acontece amanhã a partir das 12h, na Lapa.

SEM GRAÇA NA VK

A passagem do ‘Star Circus’ pela Vila Kennedy, onde está instalado, acabou levando prejuízo à quadra da Manilha, onde moradores jogavam vôlei e as crianças têm escolinha de futebol. “Para fixar a lona onde acontecem os espetáculos, eles quebraram o piso”, reclama Sandro Mendes, morador e uma das lideranças do conjunto habitacional da Zona Oeste.

ORQUESTRA DA MARÉ 

Depois das mães e pais, a Orquestra Maré do Amanhã homenageará as crianças na Série Concertos no Jardim Botânico, dia 12 de outubro, às 11h, no Espaço Tom Jobim. “Será um momento mágico”, promete Mônica Cardoso, produtora da orquestra. As crianças interpretarão ‘Escravos de Jó’, ‘Se essa rua fosse minha’ e ‘Ciranda Cirandinha’, entre outras.

A PERIFERIA NO RIO 

A Agência Redes para Juventudes reúne jovens de periferias de diversos países desde ontem, em encontros na Lapa, Arena Jovelina Pérola Negra e no Memorial Getúlio Vargas. O objetivo é reforçar a internacionalização da cultura carioca. “Práticas de juventude e cultura são um fenômeno no mundo todo. Impossível ignorar”, diz Marcus Faustini, diretor da Redes.

AJUDA AO ALEMÃO

O GAS, Grupo Alemão Solidário, procura doadores para contribuir com a festa do Dia das Crianças do Complexo. Ainda faltam brinquedos, que podem ser usados, bolos, doces, refrigerante, cachorro quente, pula pula, sorvetes, frutas e recreadores. “A infancia é única e ao darmos essa alegria a elas, isso com certeza ficará marcado em suas memórias”, diz Maise Freitas.

CIRCUITO CULTURAL DA CIDADANIA

O projeto Circuito Cultural da Cidadania entrará na terceira fase com esquetes teatrais para alunos de escolas públicas de Nova Iguaçu, São Gonçalo e Rio de Janeiro. O projeto tem como objetivo mostrar a crianças e familiares a importância de uma postura consciente em relação a tudo que os cerca. Os dois primeiros blocos, entre junho (Semana Mundial do Meio Ambiente) e o início de setembro (Dia Nacional sem Tabaco e Dia da Amazônia), tiveram a participação de mais de quatro mil pessoas.

CINQUENTA intelectuais, entre artistas, criadores e formadores de opinião do Rio, se encontram quarta-feira para discutir o Planejamento Estratégico da Cidade para os próximos 50 anos. A iniciatova é coordenada pela Secretaria Executiva de Governo e Casa Civil da Prefeitura.

AGENDA

MONITOR NA NAVE

Quem quiser ser monitor de Redes Sociais no Centro de Operações Rio (COR) durante a Olimpíada precisa se inscrever até quarta-feira numa Nave do Conhecimento.

CUIDADOR NO BOREL

A ONG Jocum oferece curso de capacitação para cuidadores de idosos no Borel, de quarta-feira até o final do mês, às quartas e sextas, às 19h30, na sede da ONG, no Terreirão.

VIVEIRO DE MUDAS

A Cedae inaugura segunda-feira, ao lado da Estação São João do Teleférico do Alemão, viveiro de mudas para reflorestamento de áreas degradadas cuidado por ex-detentos.

DEBATE NA ROCINHA

A Rocinha recebe hoje uma Etapa do circuito “Se a Cidade Fosse Nossa”, às 16h, na Praça da Roupa Suja. A idéia é conversar sobre a situação atual da comunidade.

Com Tássia di Carvalho

Últimas de _legado_Rio sem Fronteiras