Por gabriela.mattos

Rio - Dois cientistas muito loucos, correndo de um lado para o outro enquanto desvendam os mistérios e curiosidades do mundo moderno irão às favelas cariocas mostrar suas descobertas para crianças da Zona Norte, a partir desta semana. O que pode parecer brincadeira, é coisa séria e faz parte do Ciência em Ação, que fará 50 apresentações até o fim deste ano. “Buscamos estimular a curiosidade e o conhecimento científico nas crianças”, conta Márcia Ximenes, da Kommitment Produções, idealizadora do projeto. Engenheiro Rubens Paiva, Triagem, Mangueira, Caju, Penha, Cidade de Deus, Maré e Tomás Coelho fazem parte do roteiro. “Falamos sobre dengue, consumo consciente, água e trânsito de forma lúdica.” Segundo ela, qualquer assunto pode ser trabalhado.

Ciência em Ação fará 50 apresentações até o fim deste anoDivulgação

Favela radical

Os skatistas de Manguinhos já podem comemorar. O complexo receberá uma pista para praticar a modalidade. Além de Manguinhos, Campo Grande e São João da Barra também receberão rampas, desenvolvidas pela Ramp Design, empresa responsável pela construção do skatepark do Parque Madureira, considerada a mais completa do estado.

Sino para Hermeto

Hermeto Pascoal fará 80 anos no mês que vem, mas já ganhou uma baita homenagem do artista plástico Marcelo Gularte: O maior sino do mundo, com seis metros de altura e 100 mil tampinhas de garrafas. “Também utilizei uma tampa d’água de mil litros”, conta Gularte, morador do Batan. A obra pode ser vista na Lona Cultural Hermeto Pascoal, em Bangu.

Crianças em ação

Segundo o Ciência Em Ação, as crianças saem das apresentações querendo ser cientistas, porque descobrem que ciência não é algo distante; pelo contrário, é algo presente na vida delas, e muito divertido. A interatividade é total. E, em alguns casos, ainda produzem produtos como Geleca e Gel Molhado para o Cabelo para levar para casa. Pode imaginar o sucesso?

Faça você mesmo

Além das aulas, Márcia conta que tem feito acompanhamento com as diretoras das escolas que recebem o projeto para que, além das apresentações, os pequenos continuem a ser estimulados. “Os ensinamos a fazer hidratante, brinquedos, coisas que eles podem levar para casa”, conta ela. “Fazemos experiências e relacionamos com assuntos do dia a dia”, afirma.

Inscrições abertas para Copa UPP 2016

Encerram nesta segunda, as inscrições para a Copa UPP - torneio de futebol que reúne moradores de comunidades pacificadas e policiais militares, no mesmo time. Os craques de cada favela devem procurar suas UPPs para se inscreverem. A competição terá início no dia 4 de junho e é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude. Na Copa UPP 2015, a grande campeã foi a Favela da Mangueirinha, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Você pode gostar