Por adriano.araujo

Rio - Foram reabertas às 9h45 as estações dos ramais Deodoro e Santa Cruz, que tiveram a circulação interrompida por conta da confusão no início da manhã desta terça-feira após uma composição apresentar problemas mecânicos na Estação Engenho de Dentro, na Zona Norte. Pouco depois, um trem foi incendiado na Estação Quintino, motivado por "ação de terceiros", de acordo com a SuperVia. As estações ficaram fechadas cerca de uma hora.

Trem foi queimados no bairro de QuintinoAlexandre Vieira / Agência O Dia


Ainda segundo a concessionária, "não existe nenhum material inflamável nos trens e, por isso, suspeita de que o fogo foi criminoso". Os ramais de Santa Cruz, Deodoro e Japeri seguem com intervalos irregulares. Vinte e sete estações foram fechadas. A estação de Piedade foi depredação.

Por conta da ação do Corpo de Bombeiros, a Rua Nerval de Gouvêia está parcialmente interditada, causando retenção na via. O trânsito está congestionado na Rua Goiás. Motoristas podem optar pela Avenida Dom Hélder Câmara. Para fugir da retenção na Rua Nerval de Gouvêa, motoristas devem seguir pelas ruas João Barbalho e Clarimundo de Melo.


O problema aconteceu por volta das 7h56 e alguns passageiros precisaram desembarcar nos trilhos, pois parte da composição ficou fora da plataforma. A circulação ficou interrompida em todas as estações dos ramais Deodoro e Santa Cruz por medidas de segurança. Também há atrasos nos ramais de Deodoro e Japeri.

De acordo com a SuperVia, alguns passageiros não seguiram a orientação de andarem 60 metros até plataforma da estação e permanecem na linha férrea dificultando a retomada da circulação. O Grupamento de Polícia Ferroviária e o batalhão da da PM foram acionados par a área para tomar as providências necessárias. Neste momento, os trens dos ramais Japeri estão circulando pela linha auxiliar e a circulação dos ramais Santa Cruz e Deodoro está acontecendo até a estação Deodoro.

Estações foram fechadas após novos problemas na SuperViaAlexandre Vieira / Agência O Dia

Rotina de problemas

Neste domingo, um problema no sistema de ar condicionado provocou o atraso de um trem do ramal Santa Cruz que seguia para a Central do Brasil. A composição ficou parada durante 20 minutos na Estação Bento Ribeiro.

O trem parou na estação e, cerca de cinco minutos depois, os passageiros foram informados que havia um problema no sistema de ar condicionado, que seria solucionado pelo condutor. Após 15 minutos, defeito foi solucionado e o trem seguiu viagem. As outras viagens não sofreram alterações.

Na semana passada, caos e depredações

A manhã da última quinta-feira também foi de caos sobre os trilhos da SuperVia, com pane elétrica, viagens interrompidas e depredação de seis trens — um deles recém-comprado — por usuários. Segundo a concessionária, um problema com pantógrafos (equipamentos que ficam no topo das locomotivas para captar energia) nas estações de Engenho de Dentro, às 6h15, e em Oswaldo Cruz, às 6h25, parou três composições — duas que partiram de Santa Cruz e uma de Japeri, em direção à Central. A Polícia Militar foi acionada para controlar a revolta popular, mas não houve prisões.



Você pode gostar