Por adriano.araujo
Publicado 11/12/2013 11:23 | Atualizado 11/12/2013 12:47

Rio - O temporal que atinge a cidade causa reflexos também no metrô. Por conta do alagamento dos trilhos de parte da Linha 2 do metrô, a circulação acontece somente entre as estações de Irajá e Botafogo. Cinco estações estão fechadas.

Equipes da concessionária trabalham na liberação das estações. No trecho onde ocorre a circulação, os intervalos estão irregulares. Na Linha 1 também não há atrasos, de acordo com a MetrôRio. 

Temporal também suspende circulação de trens nos ramais da Baixada

O forte temporal que atinge o Rio desde a noite desta terça-feira suspende todos os ramais que atendem passageiros da Baixada Fluminense na manhã de hoje. Além da suspensão dos ramais Belford Roxo, Saracuruna, Vila Inhomirim, Guapimirim e Linha Gramacho, os intervalos em Santa Cruz, Deodoro e Japeri estão irregulares por conta da queda de um muro em Piedade e o Teleférico do Alemão também foi paralisado.

No Ramal Japeri, moradores realizavam uma manifestação por volta das 8h e a cicurlação acontece somente entre as estações Austin e Central do Brasil. O trecho entre Japeri e Engenheiro Pedreira está fechado.

Em Belford Roxo e Saracuruna, as estações estão alagadas. Às 5h45, por medida de segurança, a SuperVia interrompeu temporariamente a circulação nesses ramais. Técnicos da concessionária trabalham para realizar os serviços necessários e liberar as linhas.

Outra equipe técnica da concessionária já está no local reparando os danos provocados pela queda do muro em Piedade. A todo o tempo os passageiros estão sendo informados sobre a circulação por meio do sistema de áudio dos trens e das estações.

Forte temporal causa alagamentos e transtornos na manhã desta quarta-feira

Avenida Brasil foi interditada por conta do enorme alagamento na altura do Trevo das MargaridasLeitora Fernanda Ramos

O forte temporal que cai na manhã desta quarta-feira provoca enormes transtornos em diversos pontos do Rio. A Radial Oeste, no Maracanã, que já havia sido interditada no início da manhã, voltou a ser fechada por volta das 8h.

No Maracanã, também está fechada a Rua Radialista Waldir Amaral, no acesso pela Radial Oeste, devido a bolsão d'água na via. Há lentidão retenção nos pontos de bloqueio.

Quem segue em direção ao Centro vindo da Grajaú-Jacarepaguá pode utilizar o seguinte trajeto: Rua Teodoro da Silva, Rua Pereira Nunes e Rua Conde de Bonfim. Outra opção é utilizar o trajeto: Rua Teodoro da Silva, Rua São Francisco Xavier e Rua Conde de Bonfim.

A Via Binário, criada para desafogar o trânsito com a derrubada da Perimetral, está alagada nas imediações da Rodoviária Novo Rio. O trânsito está complicado em toda a área e o engarrafamento causa reflexos na Avenida Brasil, que está completamente parada em diversos pontos devido aos bolsões d'água e alagamentos.

A Avenida Brasil também está fechada na altura do Trevo das Margaridas e da Linha Amarela, pois a via expressa se transformou em um enorme rio.

Na Via Dutra, um trecho de 15 km está fechado por conta do transbordamento do Rio dos Cachorros. O tráfego está completamente parado.

Ônibus fica preso no alagamento na Rua Quilombo%2C na PavunaSeguidor %40Marcelo_Inacioo

Na Pavuna, na Zona Norte, o transbordamento do rio que corta a região provoca alagamento de várias ruas. O mesmo acontece em Madureira, Tomás Coelho, Realengo, além de outros pontos. O temporal, que atinge o Estado desde a noite desta terça-feira, não dá trégua ainda nesta manhã. Há registro de forte no Ilha do Governador, na Barra da Tijuca, no Grande Méier, Recreio, Madureira, Irajá, São Cristóvão, Muda, Piedade, Bangu, Campo Grande, Grajaú e Jacarepaguá.

Também chove muito forte em diversos pontos da Baixada Fluminense. Entre 7h e 7h30 da manhã, um enorme temporal atingiu o bairro Posse, em Petrópolis.

Kombi com a logo do jornal O DIA fica presa em alagamento na Rua Maria José%2C em MadureiraSeguidor %40alexmoura1312

Bacias da Baía de Guanabara e de Jacarepaguá em Estágio de Alerta

No município do Rio, os bacias da Baía de Guanabara e de Jacarepaguá estão em Estágio de Alerta e há previsão de chuva moderada a forte para as próximas horas. Por volta das 4h50, o Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que, devido ao elevado índice acumulado de chuva registrado na região de Vaz Lobo, foi acionado, de forma preventiva, o Sistema de Alerta e Alarme Comunitário da Prefeitura do Rio.

As sirenes da comunidade do Sapê foram disparadas e os moradores, orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil, se dirigiram aos seis pontos de apoio distribuídos na comunidade. Um dos protocolos de acionamento dos equipamentos consiste no registro de 40 mm de chuva em uma hora, o que pode deixar a encosta vulnerável a deslizamentos. No caso da comunidade do Sapê, choveu 45,0 mm.

Você pode gostar